Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não... recebi de um seguidor no Facebook, como comentário a um artigo anterior. rs ...

Receba novos posts por email!

1.1.18

Prevaricadores: há 1 ano Lava Jato esconde corrupção de juízes e procuradores


Prevaricadores: há 1 ano Lava Jato esconde corrupção de juízes e procuradores
Todos vimos nesta véspera do Ano Novo (abismados!) a tentativa de (nova!) chantagem por parte de Eduardo Cunha sobre juízes e procuradores da Lava Jato. Chantagem essa "prestimosamente" transmitida pela Folha de São Paulo, na forma de "notinha" publicada por Jânio de Freitas.

E - pasmem - prontamente retransmitida por blogueiros "progressistas". Esse Eduardo Cunha...


Contudo, vale lembrar que não é só Cunha quem tem o dossiê "propina no Judiciário/ MP". A Odebrecht, para arrancar o “acordo” de "delação dos 77 executivos" mais a (suprema!) "leniência" para a empresa, também deu um “tira-gosto”. Encaminhou à PGR, no ano passado, uma amostra das propinas pagas a juízes e procuradores.

Prevaricando, Fachin esconde tais denúncias há 1 ano!

Também prevaricando, Rodrigo Janot, o ex-PGR, já fizera antes uma “filtragem” da “amostra” fornecida pela Odebrecht.

“Amostra” essa portanto, dada a sua origem, também já “filtrada” anteriormente pela própria Odebrecht! Tal processo de "filtragem" vem sendo feito desde o início da (alegada!) “investigação” que ela “sofre”. É diligentemente levada a cabo pela direção da empresa em conjunto com o departamento de TI. À frente do "desmonte"Maurício Ferro, cunhado de Marcelo Odebrecht. Justo ele, livrado por Sergio Moro & "DD" até mesmo de investigação - que dirá então de denúncia, julgamento e apenamento!

Hmmm...


(A esse respeito, conforme prometido, publicaremos relato de fonte de dentro da Odebrecht ainda nesta semana. A fonte revela os bastidores desse “esquema” Odebrecht/ “DD”/ Moro de “investigação” combinada.
O que deveria resultar – ato contínuo! – na prisão em flagrante de TODOS os envolvidos, por óbvio.
Por obstrução da Justiça, falsidade ideológica e fraude processual continuada.
Aliás, antes disso ainda devemos publicar prova DOCUMENTAL desses crimes por parte de Moro, “DD” & Procurador Roberson “PreçoBom”.
Aguardem!
Mas vale lembrar: como a PF também está no esquema, qualquer cidadão pode - e deve - dar voz de prisão diante de um crime em flagrante!
A esse propósito, parece que vai ter uma penca de "cidadãos" lá em Porto Alegre, no próximo dia 24/1...
Todos eles doidos para exercer esse e outros direitos - e deveres! - cívicos, sabe...)


“Fachin prevaricando”?

Por falar em Ministro relator da Lava Jato no STF...

E essa investigação da Aeronáutica sobre o acidente que vitimou o Min. Teori Zavascki que não acaba nunca (e permanece sigilosa), hein?


Vale lembrar que até um jovem Governador de Estado (!) que ameaçava os interesses da Odebrecht com denúncia de corrupção da empresa já foi assassinado, nos anos 90 – em plena São Paulo!

*

Abaixo, reveladora discussão travada na seção de comentários do post “Ratos caem (fora!) do navio: Folha segue implosão de Moro, “DD” & Odebrecht” (30/12/2017).
Post esse que, em menos de 24h (e em pleno Réveillon!), se tornou o mais lido da história do Blog:

../Desktop/Screen%20Shot%202018-01-01%20at%2012.12.44.png

Destaque também para o terceiro e quarto lugares, ainda subindo: os Vol. I e II da série “Eduardo Cunha & Sergio Moro: o(s) dossiê(s)".
O Vol. III está encomendado para amanhã!
*
Avatar
YorkshireTea um dia atrás
Os dossiês de Cunha têm longo alcance...
O “esquenta” de Janio é com o fogo de Cunha?
31/12/2017
Por Fernando Brito
TIJOLAÇO
Janio de Freitas, na Folha de hoje, lança o ‘suspense” de uma não desejada expansão da Lava Jato ao Judiciário, coisa que se tentará evitar a qualquer custo:
A crítica de que o Judiciário não recebeu as atenções da Lava Jato cresceu desde que o poder político do Estado do Rio se tornou alvo. Pois agora, um dos mais graúdos e mais conhecedores dos subterrâneos do seu meio, preso sem esperar complacências, revelou a amigos a disposição de abrir a cortina do Judiciário. Iniciativa que criaria na Lava Jato uma etapa diferente de tudo o que houve até aqui. A sensibilidade do Judiciário é muito maior que a dos demais poderes, não sendo necessário grande número de acusações para irradiar uma crise. Além disso, cada figura atingida, com veracidade ou não, como é do método da Lava Jato, em princípio desfruta das condições materiais para mover seus interesses em tribunais, quer dizer, é sempre alguém de notoriedade. O que inclui Brasília.
O personagem, anônimo, que estaria disposto a colocar uma “pauta-bomba” neste caso não precisa que se lhe escreva o nome: Eduardo Cunha.
Haverá um “tem que manter isso aí, viu” togado?

Avatar Romulus um dia atrás Mais uma reação à exposição que fizemos de "Cunha - 'preso' clandestino". Moro/ Gebran/ STJ/ Fachin estão dizendo a Cunha que não dá para entregar o prometido, ao menos por agora, devido à exposição do arranjo.
Cunha responde que cumpriu a parte dele e que se não receber o prometido detona o Judiciário.

Mas vale lembrar que não é só Cunha quem tem o dossiê "propina no Judiciário/ MP".

Avatar
YorkshireTea um dia atrás
Pois é. A chantagem é de todos os lados. Mas é uma faca de dois gumes, pois
só serve de instrumento de pressão na medida em que a parte chantageada acredite que o(a) chantageador levará a cabo a ameaça de jogar a merda no ventilador.

Ao mesmo tempo, se jogar a merda no ventilador, o chantageador perde totalmente o poder que detém sobre o chantageado e não tem mais como obter o benefício desejado. Enfim, é pôquer. Perde quem piscar primeiro.

Avatar
Romulus um dia atrás

A Odebrecht, para arrancar a "delação dos 77" e a (suprema!) "leniência", também deu um tira-gosto
. Prevaricando, Fachin sentou em cima.
Veja "notinha"
(mais uma...) publicada pela Folha em MAIO (!) de 2017.
Qual será a fonte, hein? rs

Trechos da delação da Odebrecht que citam Judiciário estão com Fachin
14/05 às 11h19 - Atualizada em 14/05 às 11h35JORNAL DO BRASIL
Serviço de proteção para ministro do STF foi ampliado
O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin tem, sob sua guarda, termos de delação premiada da Odebrecht que envolvem integrantes de diversas esferas do Judiciário, de acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo. 
Os documentos, ainda sigilosos, contêm informações prestadas por delatores da empreiteira sobre nomes da Justiça e de alguns de seus parentes, e estão entre os 25 pedidos de inquérito formulados pela Procuradoria-Geral da República que ainda não foram divulgados pelo relator da Lava Jato no STF.
[Romulus: note bem – já houve a “filtragem” anterior feita pela PGR. Certamente retirou os amigos – no MPF e no Judiciário – e deixou apenas inimigos ou pessoas sobre quem Janot queria manter alavancagem.
Ou seja: chantagear.
(tipo Gilmar Mendes, Toffoli, Fux e o próprio Fachin)


Vazando o dossiê completo, com os nomes omitidos por Janot, além da prevaricação de Fachin restará comprovada a prevaricação também do ex-PGR, bem como o uso indevido (para a finalidade de extorsão!) do seu monopólio no oferecimento de denúncias ao STF]

Ainda segundo a coluna, os documentos já estariam causando desconforto no STJ e no TCU, por exemplo.


Para manter a segurança do ministro, a relatoria da Operação Lava Jato fez com que Fachin mudasse não só seus hábitos pessoais, como também o esquema de compartilhamento de informações dentro de seu gabinete. 
Ministro guarda informações sobre delações contra membros do Judiciário
A segurança da corte também ampliou o esquema de proteção a Fachin em áreas públicas, como aeroportos. O magistrado agora só embarca em aeronaves direto na pista de decolagem, sem circular pelos saguões.

Seu apartamento em Brasília e sua residência em Curitiba também tiveram os serviços de proteção revisados e ampliados.
[Romulus: Por falar em Ministro relator da Lava Jato no STF e aviões...
Mas e essa investigação da Aeronáutica sobre o acidente que vitimou o Min. Teori Zavascki que não acaba nunca (e permanece sigilosa), hein??
Vale lembrar que até um jovem Governador de Estado (!) que ameaçava os interesses da Odebrecht com denúncia de corrupção da empresa já foi assassinado, nos anos 90 – em plena São Paulo:

A Odebrecht e o assassinato do governador do Acre Edmundo Pinto





Barra pesada esse pessoal, hein?]

*

A “notinha” original no “Painel” da Folha,
neste link.

*

"Detalhe" - essa coluna "Painel" da Folha, com essas tais "notinhas", é useira em vezeira em veicular esses tais "recados".


(será desinteressadamente??

Ou será que rolam “incentivo
$”?
Hmmm... uma taxa de postagem da "mensagem", digamos?)
../Desktop/Screen%20Shot%202018-01-01%20at%2012.01.16.png

*

Para surpresa geral, desta vez quem veicula o "recado" de Eduardo Cunha à Lava Jato é o decano Jânio de Freitas!

*

Veja que curioso: na pesquisa do Google a tal da "notinha" do "Painel" (devidamente printada por mim, claro) SUMIU!

Só aparecem terceiros citando-a!

(como a matéria do Jornal do Brasil, transcrita acima)

Curioso, não?

Compreende-se: "recado" só precisa chegar aos destinatários!

Não precisa ficar exposto ao público, certo?




        • Miniatura



          • Miniatura



            • Miniatura

            • Miniatura


*


P.S.:
não é “curioso” os colegas de Blogosfera estarem dando espaço para a ameaça de Cunha... tendo "pulado" a (nossa) pauta que a provocou?

#CadêCunha?

*
Análise completa do “recado” de Cunha à Lava Jato, transmitido (“levianamente”?) por Jânio de Freitas na Folha (e também pela blogosfera “progressista”?), no artigo anterior:

31.12.17

Ratos se entendem? Folha transmite chantagem de Eduardo Cunha ao Judiciário

Segue fazendo estragos a exposição que fizemos no Duplo Expresso do arranjo Judiciário/ Eduardo Cunha para que esse não permanecesse preso, mas sim... hmmm... “clandestino”, digamos, Brasil afora. Mais: “clandestino” – i.e., (apenas!) sem poder ser visto circulando por aí – também por tempo reduzido.
A coluna de Jânio de Freitas de hoje, 31/12!, na Folha de São Paulo veicula, sem muita sutileza, uma certa “notinha” que teria vindo diretamente do... “cárcere” (sic!).
O conteúdo?
– Nova ameaça de Eduardo Cunha ao Judiciário: a revelação da – muito bem escondida até aqui – corrupção de juízes e procuradores.
A fonte de Jânio?
– “Amigos do ‘preso’”.
(que não está preso!)
Não me atreveria a querer dar lição a esse decano do jornalismo político brasileiro, a quem tanto aprecio e admiro. Mesmo porque há evidente interesse jornalístico no conteúdo da tal “notinha”.
Entretanto, há que se manter sempre o cuidado para não se deixar pautar pela fonte, certo?
Bem...

Se já é assim em circunstâncias normais...

Que dirá quando a tal da “fonte” é não outro que...

- ... Eduardo Cunha!

- Que tenta, assim, manter a chefia 
da Lava Jato!

(conquistada, também, com chantagens e dossiês!)



*

Compartilhe este post nas redes sociais! 

- No Facebook 







- No Twitter: 



*


*


*


 Atualização 14:25  - ICBM vs. estalinho




Coisa tá feia hein "DD" (@deltanmd)
Lavajateiros atingidos p/mísseis nucleares e...
- ... respondem com 1 estalinho de festa junina! 🤣
- ESQUENTAM depoimento (de 6 meses atrás!), ASSUMIDAMENTE s/provas:
- "Ouviu falar" de conta "em benefício de @LulapeloBrasil" MAS "em nome de 3o" - que nega a historinha! 🤣


(claro que a "bomba" (rs) nos chega pelas mãos da "atilada" equipe de Fausto Macedo no Estadão - a AssCom do "DD")


*


*


*



 Atualização 15:08 

1.1.18
O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTÁ SE APEQUENANDO. EU PREVI E ADVERTI QUE IRÍAMOS CHEGAR A ESTA SITUAÇÃO NEFASTA
Lamentável. Hoje encontramos textos, nos principais blogs e sites da internet, expondo alguns membros do Ministério Público Federal a críticas contundentes e mesmo ofensas antes inimagináveis.
Como diz o ditado popular: "estão experimentando do próprio veneno". Buscaram os holofotes e a notoriedade fácil, usaram o processo penal como forma de autopromoção e correram freneticamente para as "famosas" entrevistas coletivas. Voluntarismos e vaidades expostos publicamente.





*   *   *



- Siga no Facebook:


- E no Twitter:



Quando perguntei, uma deputada suíça se definiu em um jantar como "uma esquerdista que sabe fazer conta". Poucas palavras que dizem bastante coisa. Adotei para mim também.



*

Achou meu estilo “esquisito”? “Caótico”?

- Pois você não está só! Clique nos links (4 volumes já!) e chore as suas mágoas:



















  



*

A tese central do blog:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba novos posts por email!