Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não... recebi de um seguidor no Facebook, como comentário a um artigo anterior. rs ...

Receba novos posts por email!

2.1.18

Lava Jato/ Odebrecht: perícia de Tacla Durán (na Espanha!) também sugere falsidade das "provas" (aspas!)

O jornal La Estrella De Panamá publica hoje reportagem sobre as provas que o advogado Rodrigo Tacla Durán tem a respeito da fraude no sistema interno do Meinl Bank, usado pela Odebrecht para pagar propinas no exterior — entre eles, o casal de marqueteiros Mônica Moura e João Santana. “Ele (Tacla Durán) possui os registros antes e depois que as alterações foram executadas”, informa a reportagem. O texto trata principalmente de esquema de corrupção no Panamá, que atinge o presidente do país, Juan Carlos Varela, através de transferências milionárias para conta de uma offshore de um colaborador do presidente, o médico Jaime Lasso. A reportagem informa ainda que os registros foram alterados para evitar problema com uma investigação em curso no FBI. Todo esse conjunto de provas, segundo o jornal, foi periciado Espanha, e parte do material entregue aos advogados do ex-presidente Lula. A revelação foi feita depois que a procuradoria do Panamá arquivou as denúncias que atingem o presidente. A expectativa de parte dos políticos do Panamá é que Tacla Durán seja ouvido, e as investigações, reabertas.


A seguir, a íntegra da reportagem:
En el Meinl Bank, entidad financiera en la que la constructora Odebrecht controlaba el 51% de las acciones, se borraron del sistema electrónico las cuentas que la brasileña quería ocultar de la vista de las autoridades. Entre ellas, una en que la persona responsable estaba siendo investigada por el FBI de Estados Unidos, razón por lo que el banco eliminó del sistema para evitar problemas.
Lo anterior, forma parte de las declaraciones de Rodrigo Durán Tacla, operador financiero de la constructora brasileña, que efectuó a los abogados del expresidente de ese país, Lula Da Silva, para esclarecer los hechos en la investigación que se sigue en contra del exmandatario.
Las declaraciones notariadas de Durán Tacla se publicaron en forma escrita y por video en el Internet el pasado 12 de diciembre de 2017. El testimonio del también abogado contratado por la constructora en 2009, explica que dentro del banco se alteraban algunas cuentas para impedir que las autoridades siguieran el rastro del dinero, tanto del emisor como del destinatario.
Durán Tacla trabajó en el oscuro Departamento de Operaciones Estructuradas de la constructora desde donde se hacían los pagos o coimas a políticos de al menos 12 países donde la constructora se hizo de millonarias obras.

*

Mais sobre isso em:


Como Eduardo Cunha colocou Sergio Moro no bolso

 Publicado 28/12/2017 - 21:38 
 Atualizado 2/1/2018 - 0:49 
Como Eduardo Cunha colocou Sergio Moro no bolso
Por Romulus Maya
- Eduardo Cunha - o rei dos dossiês: sua coleção começa com aquele produzido pela Kroll em 2015 sobre as “e$tripulia$” da “panelinha de Curitiba”, à época da notória advogada Beatriz Catta Preta.
- Operador das antigas, Cunha contaria ainda com outro sobre o caso Banestado.
- É bastante, mas isso não é tudo. Tendo em mãos o dossiê da Kroll e do Banestado, o ladino Eduardo Cunha conseguiu mais um trunfo – e, desta vez, com a ajuda decisiva (involuntária) do PT:
- “Operou” o PT na “CPMI da fábrica de delações” para adquirir a alavancagem final de que precisava sobre Sergio Moro;
- Instruiu os seus homens na Comissão, Carlos Marun à frente, a aprovarem a oitiva de Rodrigo Tacla Durán, requisitada pelos parlamentares do PT.
- De posse do depoimento explosivo, Cunha “presenteou” Sergio Moro com a “inesperada” (?) exclusão do mesmo do relatório final. Mediante a contrapartida da manutenção do status de “preso” fake, “clandestino”, de Cunha. Bem como a limitação do total das suas condenações ao “diminuto” (diante de sua ficha corrida) caso do campo de petróleo em Benin.
- Tudo isso conduziria à “liberdade” precoce de Eduardo Cunha. Não da cadeia (onde já não estava), mas da condição de “clandestino”, aquele que não pode ser visto circulando por aí.

Prevaricadores: há 1 ano Lava Jato esconde corrupção de juízes e procuradores


Prevaricadores: há 1 ano Lava Jato esconde corrupção de juízes e procuradores
Todos vimos nesta véspera do Ano Novo (abismados!) a tentativa de (nova!) chantagem por parte de Eduardo Cunha sobre juízes e procuradores da Lava Jato. Chantagem essa "prestimosamente" transmitida pela Folha de São Paulo, na forma de "notinha" publicada por Jânio de Freitas.

E - pasmem - prontamente retransmitida por blogueiros "progressistas". Esse Eduardo Cunha...


Contudo, vale lembrar que não é só Cunha quem tem o dossiê "propina no Judiciário/ MP". A Odebrecht, para arrancar o “acordo” de "delação dos 77 executivos" mais a (suprema!) "leniência" para a empresa, também deu um “tira-gosto”. Encaminhou à PGR, no ano passado, uma amostra das propinas pagas a juízes e procuradores.

Prevaricando, Fachin esconde tais denúncias há 1 ano!

Também prevaricando, Rodrigo Janot, o ex-PGR, já fizera antes uma “filtragem” da “amostra” fornecida pela Odebrecht.

“Amostra” essa portanto, dada a sua origem, também já “filtrada” anteriormente pela própria Odebrecht! Tal processo de "filtragem" vem sendo feito desde o início da (alegada!) “investigação” que ela “sofre”. É diligentemente levada a cabo pela direção da empresa em conjunto com o departamento de TI. À frente do "desmonte"Maurício Ferro, cunhado de Marcelo Odebrecht. Justo ele, livrado por Sergio Moro & "DD" até mesmo de investigação - que dirá então de denúncia, julgamento e apenamento!

Hmmm...


(A esse respeito, conforme prometido, publicaremos relato de fonte de dentro da Odebrecht ainda nesta semana. A fonte revela os bastidores desse “esquema” Odebrecht/ “DD”/ Moro de “investigação” combinada.
O que deveria resultar – ato contínuo! – na prisão em flagrante de TODOS os envolvidos, por óbvio.
Por obstrução da Justiça, falsidade ideológica e fraude processual continuada.
Aliás, antes disso ainda devemos publicar prova DOCUMENTAL desses crimes por parte de Moro, “DD” & Procurador Roberson “PreçoBom”.
Aguardem!
Mas vale lembrar: como a PF também está no esquema, qualquer cidadão pode - e deve - dar voz de prisão diante de um crime em flagrante!
A esse propósito, parece que vai ter uma penca de "cidadãos" lá em Porto Alegre, no próximo dia 24/1...
Todos eles doidos para exercer esse e outros direitos - e deveres! - cívicos, sabe...)


“Fachin prevaricando”?

Por falar em Ministro relator da Lava Jato no STF...

E essa investigação da Aeronáutica sobre o acidente que vitimou o Min. Teori Zavascki que não acaba nunca (e permanece sigilosa), hein?


Vale lembrar que até um jovem Governador de Estado (!) que ameaçava os interesses da Odebrecht com denúncia de corrupção da empresa já foi assassinado, nos anos 90 – em plena São Paulo!

31.12.17

Ratos se entendem? Folha transmite chantagem de Eduardo Cunha ao Judiciário


Folha transmite chantagem de Eduardo Cunha ao Judiciário: ratos se entendem pro Réveillon?
Segue fazendo estragos a exposição que fizemos no Duplo Expresso do arranjo Judiciário/ Eduardo Cunha para que esse não permanecesse preso, mas sim... hmmm... “clandestino”, digamos, Brasil afora. Mais: “clandestino” – i.e., (apenas!) sem poder ser visto circulando por aí – também por tempo reduzido.
A coluna de Jânio de Freitas de hoje, 31/12!, na Folha de São Paulo veicula, sem muita sutileza, uma certa “notinha” que teria vindo diretamente do... “cárcere” (sic!).
O conteúdo?
– Nova ameaça de Eduardo Cunha ao Judiciário: a revelação da – muito bem escondida até aqui – corrupção de juízes e procuradores.
A fonte de Jânio?
– “Amigos do ‘preso’”.
(que não está preso!)
Não me atreveria a querer dar lição a esse decano do jornalismo político brasileiro, a quem tanto aprecio e admiro. Mesmo porque há evidente interesse jornalístico no conteúdo da tal “notinha”.
Entretanto, há que se manter sempre o cuidado para não se deixar pautar pela fonte, certo?
Bem...

Se já é assim em circunstâncias normais...

Que dirá quando a tal da “fonte” é não outro que...
- ... Eduardo Cunha!

- Que tenta, assim, manter a chefia da Lava Jato!

(conquistada, também, com chantagens e dossiês!)

30.12.17

Ratos caem (fora!) do navio: Folha segue implosão de Moro, “DD” & Odebrecht


Ratos caem (fora!) do navio: Folha segue implosão de Moro, “DD” & Odebrecht
Por Romulus Maya
Uma semana depois, a Folha de São Paulo volta a registrar – mesmo que com toda a discrição – os fortes indícios de fraude na “investigação” (combinada!) Odebrecht/ Lava Jato.
Por solidariedade profissional, recomendamos aos “colegas” do PIG - e, surpreendentemente, também da blogosfera! - que acelerem o cronograma de desembarque do... “Titanic”. Isso porque faltam agora apenas alguns dias para publicarmos o relato que desmascarará, de vez, a Lava Jato.
Presente de Ano Novo para Moro & “DD”?
Que nada: presente para o Brasil!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba novos posts por email!