Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não... recebi de um seguidor no Facebook, como comentário a um artigo anterior. rs ...

Receba novos posts por email!

13.8.19

“Cafofo do Osama”: EUA e Bolsonaro forjarão “atentado”? – Duplo Expresso 13/ago/2019

“Cafofo do Osama”: EUA e Bolsonaro forjarão “atentado”? – Duplo Expresso 13/ago/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política, hoje com ênfase na plantação pela “matriz” (o FBI) de que haveria “perigosos terroristas da Al Qaeda no Brasil”. Desmontamos a farsa da vez com dados que mostram que embora o FBI alegue que os procuras “desde 2013”, a página dedicada aos mesmos foi criada há apenas… um mês!
“Coincidentemente”, logo depois da viagem de Sergio Moro aos EUA. Onde esse visitou o… FBI!
E tratou de… “terrorismo”!
Rá!
Assim não tem nem graça!
Duplo Expresso: desmontando mais uma farsa do Golpe!
(depois da “fake-ada”, do “hacker russo”, do “hacker de Araraquara”, da …).
Tudo isso para quê?
Para fechar o Regime a aprovar o “Patriot Act” Tabajara, o #PL2418não, que legaliza o monitoramento das suas mensagens privadas, no celular e nas redes sociais, pelo Exército.
(ii) Nildo Ouriques: “eleições na América Latina — lições de Guatemala e Argentina”.
(iii) Thais Moya e o olhar holístico que decifra o subtexto das armações na política.
(iv) Piero Leirner comenta os últimos disparos na guerra híbrida. 

12.8.19

Argentina será o grande teste – Duplo Expresso 12/ago/2019

Argentina será o grande teste – Duplo Expresso 12/ago/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política, hoje com ênfase na lavada que o kirchnerismo deu em Mauricio Macri ontem na Argentina. Na quadra atual, dá para derrotar os EUA em eleição?
(ii) Felipe Quintas e “A Farsa da ‘Desdemocratização'”.
(iii) Rubem Gonzalez chega entrando de sola. 

11.8.19

Genial (e perverso): o golpe do “golpe militar” – Duplo Expresso de Domingo 11/ago/2019

Genial (e perverso): o golpe do “golpe militar” – Duplo Expresso de Domingo 11/ago/2019

Destaques:
(i) Gilberto Bercovici, professor titular de direito econômico da USP, comenta os 100 anos da Constituição de Weimar. Uma constituição progressista que, no entanto, não impediu a ascensão do nazismo anos depois. Soa familiar?
(ii) Fernando Nogueira, professor de direito penal e processo penal da Universidade Federal de Lavras, analisa junto com Romulus Maya a sacada genial do adversário, que segue enganando incautos à esquerda e à direita: o golpe do “golpe militar”. “Renda-se ou eu atiro!” 

10.8.19

O “golpe militar”, o “sincericídio” — plantado — de Toffoli e o General tarado

O “golpe militar”, o “sincericídio” — plantado — de Toffoli e o General tarado

Sobre a entrevista do Presidente do STF à Veja. Incrível que as “análises” limitem-se ou a reproduzir o texto ou, quando muito, sintetizar o seu conteúdo, comprando-o – e, mais importante, vendendo-o – pelo valor de face.
“Toffoli, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre evitaram tanques nas ruas em abril! Estamos à beira do golpe militar mesmo, Jesus!”
Sei…
Tem coisa melhor do que dar golpe militar…
– … sem mesmo dar?
É nesse registro que se encaixa também a farsa da “transferência de Lula para o Presídio de Tremembé”.
Palavras-Chave: caos controlado; abordagem indireta; espectro total; aproximações sucessivas; dissonância cognitiva; viés de confirmação.

Haddad: a última pá de cal no PT

Haddad: a última pá de cal no PT

Os colaboracionistas infiltrados na oposição se comportarão do mesmo modo quando das reformas fiscal e política. Esperam retornar a uma maior integração à administração do Estado, seja ele qual for, e ao aumento das benesses correspondentes, é lógico, após o ataque geral do grande capital vergar os trabalhadores, despir de real poder as instâncias política, aniquilar a nação.
As próximas eleições devem servir para denunciar os responsáveis pelas terríveis condições de vida da população e lembrar que, sem abatê-los, não há salvação, mesmo parcial, para os ofendidos. Deve ser momento para chamar e organizar a luta contra o segundo governo golpista e a ordem ditatorial em construção, nas escolas, fábricas, associações, campos e quartéis. Deve ser o momento de organização das forças populares, em torno de um programa concreto, que tenha como mira sua emancipação social e política, no aqui, no agora, no após.

9.8.19

Você confia na Justiça Eleitoral? Sabe nada… – Duplo Expresso 9/ago/2019

Você confia na Justiça Eleitoral? Sabe nada… – Duplo Expresso 9/ago/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya e o ativista Claudio Pacheco fazem a análise da conjuntura política, passando a semana em revista.
(ii) o jornalista Osvaldo Meneschy, brizolista das antigas, joga luz sobre episódio pouco conhecido da história política brasileira recente, do qual foi testemunha ocular: a fraude na apuração em 1989 em MG que retirou Brizola de um segundo turno contra Fernando Collor. 

8.8.19

“Vocês querem bacalhau?” – Com (não) “transferência de Lula”, Previdência passou e você nem viu – Duplo Expresso 8/ago/2019

“Vocês querem bacalhau?” – Com (não) “transferência de Lula”, Previdência passou e você nem viu – Duplo Expresso 8/ago/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política, hoje com ênfase na “estranha” dinâmica de ontem no Judiciário, em que a Lava Jato levantou a bola para o STF cortar. Coincidentemente, com a plateia entretida com o espetáculo — “Lula vai ou não para presídio comum, em cela coletiva com assassinos e estupradores?” — , passou a Reforma da Previdência em segundo turno na Câmara. Fernando Nogueira Martins Jr. comenta os aspectos (supostamente) “legais” dessa última manobra do Golpe.
(ii) O analista internacional Eduardo Jorge Vior, direto de Buenos Aires, comenta: “A crise no Paraguai com a intervenção do ICIJ (Soros) pra frear o negócio da família Bolsonaro, o acordo sobre a Iaipu, e a privatização da Eletrobras”. 

7.8.19

General Heleno, o “vovô voyeur”? Como ele te desnuda na rede – Duplo Expresso 7/ago/2019

General Heleno, o “vovô voyeur”? Como ele te desnuda na rede – Duplo Expresso 7/ago/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política, hoje com ênfase em mais um CQD do D.E.: avisamos — ainda na semana passada — que o “barbarismo” de Bolsonaro na Amazônia podia visar justamente a motivar manifestações de fora no sentido de “internacionalizar” essa parcela que representa 60% do território brasileiro, não? D.E.: a verdade continua chegando primeiro!
(ii) O jornalista Beto Almeida comenta: “Bolsonaro: o anti-Vargas”.
(iii) O especialista em segurança e tecnologia “Caos Soberano” volta ao programa para nos contar como estamos nus, nas redes, diante do General Heleno, o “vovô voyeur”. O penalista Fernando Nogueira Martins Jr. chega para completar o painel, trazendo a perspectiva jurídica — teórica e prática — destes tempos de regime de exceção mascarado sob “instituições” que seguem “funcionando normalmente” (sic).

6.8.19

Recibo: estamos pautando o AI-5 digital – Duplo Expresso 6/ago/2019

Recibo: estamos pautando o AI-5 digital – Duplo Expresso 6/ago/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política com ênfase no recibo passado para a campanha do Duplo Expresso pela exposição do — antes sorrateiro — PL 2418/2019, o AI-5 digital, ou “Patriot Act” Tabajara. Até o “DJ Paul Pepper”, Paulo Pimenta, passou recibo, diante da infinidade de cobranças onde quer que pusesse a cara. Parabéns, expressonautas!
(ii) Nildo Ouriques e a urgência da crise brasileira.
(iii) Piero Leirner comenta os últimos disparos na guerra híbrida, hoje recebendo os autores do livro “Carta no Coturno”, sobre o processo que culminou na volta dos militares ao poder, Pedro Marin e André Ortega.
Imperdível!

4.8.19

Volta dos militares: a carta — não na manga — mas no coturno

Volta dos militares: a carta — não na manga — mas no coturno

Um ótimo livro está na praça. Trata-se de “Carta no Coturno”, de André Ortega e Pedro Marin. Lançado muito recentemente, e escrito no calor da hora, é um conjunto de ensaios, intuições e pesquisas que não tem paralelo organizado em uma só tacada. Tudo junto, forma um diagnóstico – que não dá para ser resumido, pois é profundo. Mas sem querer dar um spoiler, basta seguir o próprio subtítulo para ver qual é o horizonte que ele aponta: a volta do “partido fardado” no Brasil.

2.8.19

Duplo Expresso – A verdade chega primeiro

Duplo Expresso – A verdade chega primeiro

Romulus Maya e Claudio Pacheco analisam a conjuntura política, hoje com ênfase na dinâmica de “paz armada” entre Lava Jato e STF: depois do truco de Moro com a plantação do tosco “hacker de Araraquara”, o STF chama o blefe — dele e dos militares — para o esquentamento da arapongagem que esses últimos há muito fazem sobre as autoridades. Assim, Fux concedeu liminar para impedir a destruição dos (supostos) “diálogos” em posse do “hacker de Araraquara” e, na sequência, Alexandre de Moraes determinou a entrega de todo o “material” ao próprio STF, passando por cima não apenas de Moro mas também do juiz Vallisney, o homem da Lava Jato em Brasília.

1.8.19

Dario Messer: “um grande acordo INTERnacional, com Deep State, com tudo” – Duplo Expresso 1/ago/2019

Dario Messer: “um grande acordo INTERnacional, com Deep State, com tudo” – Duplo Expresso 1/ago/2019

Romulus Maya analisa a conjuntura política, hoje com ênfase no nome de que só o Duplo Expresso falava ainda em 2017: Dario Messer, o “doleiro dos doleiros”. A sua “prisão” (na verdade, entrega negociada ontem em SP) tem várias implicações para a política brasileira. Especialmente para o “super-Moro”, quando Messer, como sabemos, é a sua “kryptonita”. Fora isso, o homem (o “Banco Central Paralelo do Brasil”, como ouvi de banqueiro suíço) tem o PIB, a Finança e a classe política na mão. Mas o assunto vai muito além disso: Itaipu, crise política no Paraguai, tráfico de drogas na Tríplice Fronteira e muito mais (cartéis colombianos, CIA e Mossad). Portanto, necessariamente, a entrega de Dario Messer ontem foi um “grande acordo INTERnacional, com Deep State, com tudo”. Entenda tudo isso hoje, no Duplo Expresso.
Fora isso, recebemos ainda o historiador Mario Maestri, com o tema “Haddad, a última pá de cal no PT”; e o jornalista Beto Almeida, o homem por trás da Telesur, que chega de Caracas para nos contar tudo sobre “a guerra não convencional contra a Venezuela Bolivariana”, bem como tudo o que rolou no notório “Foro de São Paulo”. Imperdível!

Receba novos posts por email!