Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Queria poder dizer que criei esta montagem, mas n√£o... recebi de um seguidor no Facebook, como coment√°rio a um artigo anterior. rs ...

Receba novos posts por email!

2.10.17

ūüĎČREFERENDO NA CATALUNHA E VIOL√äNCIA: botando os pingos nos "ii"


ūüĎČREFERENDO NA CATALUNHA E VIOL√äNCIA: botando os pingos nos "ii"

Quem vota no referendo? Apenas os etnicamente (!!) catal√£es?? Apesar de mil√™nios de migra√ß√Ķes internas??

Com essa história de "nacionalidade histórica" vamos voltar à Idade Média??

Romantização do independentismo catalão pela esquerda de OUTROS países é um anacronismo herdado dos anos do franquismo... o lance é GRANA!

O maior cabo eleitoral dos separatistas é, justamente, o premiê Mariano Rajoy (!)

As imagens, terríveis, tornaram os independentistas... "mártires"!


A radicalização fortalece a posição dos dois polos, em prejuízo dos moderados, a favor do diálogo. Cada um РRajoy e independentistas Рestão falando, exclusivamente, às suas bases.


https://scontent-mxp1-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-1/p160x160/20638913_10209940013917870_7792037130044913216_n.jpg?oh=feb76880d701c4bcb4ce73829a98bdf7&oe=5A495C16
Luis Felipe Miguel: Não sei se os motivos para defender a independência da Catalunha são "bons" ou "maus". Mas se a maioria dos catalães a quiser, não há motivo para recusá-la. A violência da polícia espanhola tentando impedir a votação de ontem só dá crédito ao discurso dos independentistas, de que estão sob o jugo de uma potência estrangeira.

Afinal, se hoje se reconhece que a nação nada mais é do que uma "comunidade imaginada", como disse Benedict Anderson, então cabe respeitar a imaginação majoritária de um povo, em vez de impor outra a ferro e fogo.

O plebiscito de ontem, com participação minoritária, enviesada por um lado pelo boicote dos contrários à separação, por outro pela brutalidade das forças de repressão espanhola, está longe de fornecer fundamento inequívoco para a independência. O caminho seria a organização de uma consulta em que todos pudessem participar, mas isso exigiria de Madri e de Barcelona uma racionalidade e disposição para a negociação que parecem ausentes no momento.

E antes que algu√©m venha falar do separatismo ga√ļcho, paulista ou sulista, conv√©m lembrar que a independ√™ncia da Catalunha n√£o √© uma ideia inventada por algum oportunista, mas est√° lastreada numa longa hist√≥ria de rela√ß√£o conflituosa com o Estado espanhol, numa l√≠ngua e cultura pr√≥prias e no reconhecimento geral, at√© na constitui√ß√£o espanhola, de que ela constitui uma "nacionalidade hist√≥rica".


omulus Maya
Romulus Maya: Bom, ent√£o com essa hist√≥ria de "nacionalidade hist√≥rica" vamos voltar √† Idade M√©dia, n√©... porque antes da unifica√ß√£o das coroas de Arag√£o e Castela no S√©c. XV, com o casamento dos Reis Cat√≥licos, Isabel de Castela e Fernando de Arag√£o, a Catalunha HAVIA S√ČCULOS j√° fazia parte da Coroa de Arag√£o. Como expliquei no programa Cafezinho no WC, na semana passada, a motiva√ß√£o maior √© a falta de solidariedade econ√īmica da regi√£o, rica, com o restante do pa√≠s num contexto de crise.




Sobre a violência, é evidente que concordo. E já avisara ainda na semana passada: o maior cabo eleitoral dos separatistas é, justamente, o premiê Mariano Rajoy (!)

As imagens, terríveis, tornaram os independentistas... "mártires"!

A radicalização fortalece a posição dos dois polos, em prejuízo dos moderados, a favor do diálogo. Cada um РRajoy e independentistas Рestão falando, exclusivamente, às suas bases. E fortalecem-se nelas.


uis Felipe Miguel
Luis Felipe Miguel "H√° s√©culos" n√£o resolve nada. A coloniza√ß√£o europeia na √Āfrica tamb√©m durou s√©culos. Se permanece um sentimento nacional, deve ser respeitado. √Č uma regra de democracia e, como tentei explicar, trata-se um sentimento eminentemente subjetivo.


omulus Maya
Romulus Maya "Sentimento nacional"... o que é isso?


Somente identidade cultural diferenciada?


Bora fazer referendo em cada reserva ind√≠gena tamb√©m para secess√Ķes em domin√≥...


Se "sentimento nacional" englobar também independência efetiva, aí, no caso da Catalunha, vamos ter que voltar a antes do ano 1162 (!) mesmo...


Sobre "s√©culos" e independ√™ncias na √Āfrica, entre 1885 e os anos 60 do S√©c. XX n√£o chega nem a completar sequer um, n√£o √© mesmo?


omulus Maya
Romulus Maya Quem é "catalão"?


Quem mora na Catalunha?


H√° quantos anos/ gera√ß√Ķes?

E os "mestiços"?


Essa romantização do independentismo catalão pela esquerda de OUTROS países é um anacronismo herdado dos anos do franquismo.


O lance é... GRANA!

driana Mattos
Adriana Mattos O sentimento existe. Mas a Catalunha tem autonomia dentro do Estado espanhol, como outras regioes espanholas. Essa questao toda ai tem um motivo bem menos nobre, e do qual nao se fala tanto: GRANA. A Catalunha é rica e nao quer mais contribuir de forma solidaria com regioes espanholas mais pobres, como a Andalusia. As auto-estradas construidas na Andalusia com dinheiro (em boa parte) catalao explicam boa parte desse "sentimento"...


omulus Maya
Romulus Maya Exato!


Evidente que a identidade cultural catalã existe... e é fortíssima. Quem morou na Catalunha (meu caso) bem o sabe.


Também há a aspiração de autonomia - já bastante realizada na Constituição de 1978, que seguiu como modelo a Constituição FEDERALISTA da (então) Alemanha Ocidental.


Aliás, o anteprojeto de Constituição foi redigido por uma comissão de 7 grandes juristas - 2 dos quais eram... CATALÃES!


Em referendo posterior, mais de 90% (!) da população da Catalunha sufragou a nova Constituição, autonomista.


E haja autonomia: mais de 50% dos gastos p√ļblicos √© feito pelas Regi√Ķes Aut√īnomas - muito mais que no Brasil “federalista”, p.e.


Sobra pouco mais ao atual independentismo do que a vontade de n√£o mais contribuir para o "caixa comum" em Madri.

r√°ulio De Britto Neves
Br√°ulio De Britto Neves "O caminho seria a organiza√ß√£o de uma consulta em que todos pudessem participar"... todos quem? ("Quem √© o povo?"). Todos os espanh√≥is? S√≥ os calal√Ķes? Catal√Ķes √©tnicos ou moradores da Catalunha? Nessas perguntas mal-respodidas √© que se traem os movimentos e os referendos, como aconteceu no Qu√©bec. Cada vez que acontece de novo, √© mais um prego no caix√£o do Leviat√£: 1385-201_?

*

Mais sobre o tema em:

Nenhum coment√°rio:

Postar um coment√°rio

Receba novos posts por email!