Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não... recebi de um seguidor no Facebook, como comentário a um artigo anterior. rs ...

Receba novos posts por email!

12.10.17

💣 "Novo PROER" (bolsa-banqueiro)?! Só se for pra ESTATIZAR... lucros!

https://lh5.googleusercontent.com/2MmAYMozuujMEXcc9mn_zHsHmnkxkdp5esjOqjdVaARdL3AgjsSzPKObLDUBMrCBusl_7Tccn6-12YbSUkHs7PRbAIaVqqXuQyKTwdnHzCCYO4wPO-w-xO81qCCBBEtq9c5NJdI
Taxa de juro real será de 2,6% ao ano. Setor pode precisar de 1 'novo Proer'.
PODER360.COM.BR


👉 O balão de ensaio de "novo PROER": só se for pro Tesouro ganhar na volta, Setúbal!


https://lh5.googleusercontent.com/dmYVQ9xtAk9IyICr14GvcEbtRyWcsrIm3ru-oBYQoccoZ-XzEylBnwZFRtU5097w7FU5qOglRcGYKqmAfHuT1qOuPK7wReJCWjM3HyL3Ka9fhvqgWMxgGi8_7OjlMe53Q6hScHY

Ah, é??


Pois lanço desde já a proposta Gordon Brown 2.0 - anabolizada:

/Users/romulosoaresbrillo/Desktop/Screen Shot 2017-10-13 at 01.16.59.png
/Users/romulosoaresbrillo/Desktop/Screen Shot 2017-10-13 at 01.16.16.png


"Novo PROER"??


Só se for com emissão de ações preferenciais - MAS desta vez COM direito a voto! (*) - para capitalização com dinheiro do Tesouro.


[(*) Quem acha que não pode “ação preferencial COM direito a voto” que vá estudar direito societário!]


E os banqueiros - as pessoas físicas! - tendo que meter a mão nos bilhões que acumularam nos últimos 20 anos para participarem também, compulsoriamente!, desse aumento de capital.


"Parceria" Estado-capital tem que ser assim, meus queridos: riscos - e custos - compartilhados.


Tá??


E com o governo recebendo primeiro - com as ações preferencias - quando os lucros voltarem.


Mais: contrato com os grandes acionistas dos bancos, e com a própria instituição financeira, com uma "put option".


/Users/romulosoaresbrillo/Desktop/Screen Shot 2017-10-13 at 01.20.49.png/Users/romulosoaresbrillo/Desktop/Screen Shot 2017-10-13 at 01.21.00.png/Users/romulosoaresbrillo/Desktop/Screen Shot 2017-10-13 at 01.21.34.png




Ou seja, com o Estado podendo requerer a recompra das ações a partir de um dado momento (na alta, ok??).


E com obrigação solidária entre as instituições e os seus acionistas de recompra das ações: se um não tiver a grana para recomprar, o outro tem que entrar na roda.


Quero ver os Setúbal, Aguiar, espanhóis do Santader, Safra, etc. aceitarem isso bonitinho!


Afinal, there ain't no such thing as a free lunch, Milton Friedman!!


Se é pra socializar o prejuízo, vamos socializar os lucros TAMBÉM!


Viva o capitalismo e a livre iniciativa (!)


Que tal??

*

afael Bianchini Abreu
Rafael Bianchini Abreu (Nota: analista do Banco Central – favorável à agenda “BC+”) - Uma completa bobagem o artigo. A lei que eles estão insinuando ser o novo Proer já está sendo discutida há quatro anos



(Romulus: ser antigo o projeto não significa que não esteja na minuta, atualmente, um mecanismo de resgate (bailout) “maroto”)


aria Lucia Montes
Maria Pra isso serve ser advogado internacionalista que tem de saber o que é direito societário e salvaguardas do Estado soberano no trato com parceiros privados! Adorei a proposta Gordon Brown 2.0!


Vamos começar a fazer lobby por ela desde já, pra salvar o capitalismo no Brasil?

*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba novos posts por email!