Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Atualizado em 7/12: O <<juízo final>> no STF hoje Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não......

Receba novos posts por email!

19.10.17

💣Facebook: Requião comenta "apagão digital" com fins políticos e entrega do pré-sal



Programa "Cafezinho WC" 19-10-2017:
- Senador Roberto Requião fala da entrega do pré-sal (Medida Provisória do REPETRO) e do "apagão comunicativo" com fins políticos, promovido por redes sociais/ sites AMERICANOS, como Facebook, Google, Twitter, etc.








Cafezinho WC 19-10-17 Requião от rutube_account_1627249 на Rutube.


(1) Colocações ao Senador Requião a respeito da - mais que necessária! - “revolução digital”:

- Os políticos da oposição, os patriotas, seus companheiros da frente parlamentar em defesa da soberania, as assessorias os partidos – eles estão tomando consciência do “apagão comunicativo” tramado por Facebook, Google, Twitter, etc. para 2018?

- Fenômeno é recente mas o método já está claro: boicote com os algoritmos, não notificação aos seguidores, fraude nos números de visualizações para desmotivar/ desmobilizar, e até a derrubada de transmissões ao vivo/ censura (Face e Youtube). Por fim, em casos "extremos", o puro e simples BANIMENTO de usuários/ veículos dessas redes!

- Migra̤̣o leva tempo e deve ser um esfor̤o coletivo ("efeito de rede") Рtodos os parlamentares de oposi̤̣o deveriam adotar uma estrat̩gia comum, concertada.

*

- Talvez sob o guarda-chuva da própria frente parlamentar, já que o boicote parte de interesses estrangeiros atuando no Brasil (Face/ Google/ Twitter).

*

- Não seria conveniente a convocação dos representantes dessas empresas estrangeiras à Comissão de Ciência, Tecnologia e Comunicação do Senado?

- Para que explicassem como funcionam os tais "algoritmos" (sic)?

- E a parceria com essas consultorias de big data (e.g., Cambridge)?

- Termos dos contratos com a mesma?

- Auditoria externa, independente do funcionamento dos algoritmos?

*

- Não seria conveniente, paralelamente, que os partidos políticos provocassem o TSE a esse respeito?

(já que não dá mais tempo de legislar no Congresso, em virtude da "anualidade")

*

(2) Por parte da sociedade, como ajudar na resistência aos assaltos à soberania?

Como apoiar as iniciativas da frente parlamentar?

Por exemplo, não se pode questionar no STF a tramitação acelerada da conversão da MP do REPETRO?

Principalmente, pela carência de estudos de qualidade sobre os impactos das isenções?

Vou publicar artigo mais tarde de um executivo da indústria, que trabalha para uma multinacional mas é um patriota. Ele avalia que os impactos econômicos estão largamente subavaliados!




*   *   *



- Siga no Facebook:


- E no Twitter:



Quando perguntei, uma deputada suíça se definiu em um jantar como "uma esquerdista que sabe fazer conta". Poucas palavras que dizem bastante coisa. Adotei para mim também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba novos posts por email!