Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Atualizado em 7/12: O <<juízo final>> no STF hoje Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não......

Receba novos posts por email!

10.10.17

✊Angola: o dia em que Fidel Castro tirou Nelson Mandela da cadeia

../../Desktop/colagem%20castro%20mandela%20angola%20copy.jpg


Angola: o dia em que Fidel Castro tirou Nelson Mandela da cadeia

- E, no caminho, “apenas” libertou dois povos africanos do imperialismo


Por Romulus


https://lh6.googleusercontent.com/ceV8zHcxflYbUeZKBfE5v5saoD3b59Lnk97BaM1TE6xeOYiB_TpKt3LIwVHYooBD7osPy37V9T_JdnSuPEGB_Mb5M1cdYc9MxUIvcXiO2NTZpCeAA6QLgz0koNgyZf-3brox2uU
Romulus Maya shared O Cafezinho's live video.
24 mins ·





O Cafezinho was live.
4 hrs ·
Hoje no Programa Cafezinho no WC vamos falar sobre:
- O Professor Paulo Gamba fala sobre o papel dos Tribunais Internacionais e como os países chamados de periféricos são os únicos punidos.
- Ou sai Temer com tudo que está aí, ou ele fica para que todos morram afogados no golpe da Globo.
- Lula desafia concorrentes do Partido do Judiciário e deixa claro que tem força como cabo eleitoral.
Música, alegria e outros assuntos que pintam na hora a partir do público ou da cabeça do apresentador Wellington Calasans.
Tudo isso às 6 da manhã, nas fanpages do Cafezinho, Cafezinho no WC e também do Botando Pilha. A política sem enrolação, sem "embromation".


Excelente programa hoje, Wellington Calasans!


A intervenção de Paulo Gamba é preciosa. Vi certa vez, quando morava na Espanha, um documentário sobre a participação cubana no conflito no Sul da África, com depoimentos inclusive de Fidel Castro, generais cubanos e diplomatas americanos.


Esse episódio QUENTE da Guerra Fria - com mais uma proxy war entre Ocidente e o Bloco Comunista - deveria ser mais estudado.


Muito interessante!


Castro dizia que o preço da retirada das tropas cubanas de Angola era pouco comparado ao ganho: a libertação de dois povos do assalto do imperialismo, Angola e Namíbia, pelas mãos do seu títere no continente: a África do Sul do Apartheid.


E mais a liberdade de Nelson Mandela, depois de 27 anos de prisão!, para que a luta de libertação africana seguisse adiante, mesmo após a retirada cubana.

Como resultado dos acordos de NY, as tropas sul-africanas tiveram de sair de Angola mas também da Namíbia, voltando às suas fronteiras. Elas ocupavam o país desde a obtenção de mandato da Liga das Nações, no fim da Primeira Grande Guerra.


Aqui, mais informações sobre a ocupação pela maior parte do Sec. XX, do site da Commonwealth:


(portanto insuspeito de favorecimento aos cubanos rs)


During World War I, German South-West Africa was occupied by South Africa; after the war South Africa extended its control to the northern Namibian communities, helped by the Portuguese rulers of Angola. The Allied Powers refused to allow South Africa to annex the country, renamed South-West Africa (SWA). Instead, South Africa became the designated power under a League of Nations mandate.


Following the founding of the UN in 1945, South Africa refused to convert its mandate into a UN trusteeship. In 1949, 1955 and 1956, disputes between South Africa and the UN over SWA were taken to the International Court of Justice.


(...)


Independence discussions continued for ten years, in the course of which South Africa made several further attacks on SWAPO bases in Angola. In 1981 South Africa demanded that Cuban troops (which were in Angola assisting the Angolan government in a civil war against UNITA rebels) should withdraw from Angola, and made this a condition of its agreement to the UN plan.


At the same time, South Africa began to ease its grip on Namibia, allowing a ‘transitional government of national unity’ (a coalition of six parties) control over internal affairs from June 1985.


In December 1988, two agreements were signed: one between South Africa, Angola and Cuba, creating the conditions for implementation of the UN plan, the second between Angola and Cuba, setting out a timetable for withdrawal of Cuban troops. A formal ceasefire came into effect in April 1989; this was followed by clashes in northern Namibia between SWAPO and South African forces, resulting in the deaths of some 300 SWAPO fighters.


Nonetheless, progress towards independence continued through 1989. The interim government was dissolved and by September 43,000 exiled Namibians had returned home. Many SWAPO members had been in exile for 27 years. Namibia achieved independence on 21 March 1990 and became the Commonwealth’s 50th member.
(...)


*


No documentário, diziam que o comando das tropas pelos generais soviéticos, "vindos do frio", era um desastre: não eram peritos em guerrilha ou tampouco conflitos em selva. Apenas quando Fidel Castro, em pessoa!, tomou o comando operacional - direto de Havana! - o jogo virou.


Nas negociações com os americanos, depois das vitórias das forças angolanas e cubanas, Castro não podia conter-se do orgulho de David diante do Golias. Fumava charutos cubanos o tempo todo, soltando a fumaça pra cima dos gringos na mesa de negociação!


🤣


Comments


omulus Maya
Romulus Maya Paulo Gamba Wellington Calasans - sabia da proximidade do governo israelense com o regime do Apartheid na África do Sul - inclusive nos respectivos projetos de bomba nuclear - mas desconhecia a participação de Israel nesse conflito específico. Vocês recomendariam alguma leitura sobre isso?


omulus Maya
Romulus Maya Achei o documentário! Vou postar no Blog porque é IMPERDÍVEL.


omulus Maya
Romulus Maya Uma informação inusitada no documentário: a CIA pôde calcular o no. de soldados cubanos em Angola vendo, nas fotos de satélite, o no. de campos de baseball improvisados no território angolano. Pegaram essa cifra e multiplicaram pelo no. de jogadores necessários para uma partida. Isso porque, segundo eles, os soldados cubanos sempre faziam campos de baseball para as horas de lazer.


*


Documentário:


(de novo: IMPERDÍVEL)




Nota: do mesmo canal franco-alemão ARTE, que neste ano levou ao ar bom documentário sobre o Golpe no Brasil.

*

Atualização:
- Visita à prisão que abrigou, entre muitos outros herois da humanidade, Nelson Mandela e Mahatma Gandhi



















Palavra dos moçambicanos, que também sofreram com a intervenção dos boeres na sua própria guerra civil até o fim do Apartheid:






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba novos posts por email!