Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Atualizado em 7/12: O <<juízo final>> no STF hoje Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não... rec...

Receba novos posts por email!

18.6.17

FHC dá ultimato à Globo? Ou acaba a Lava Jato ou elegemos Lula Presidente? (e com Ley de Medios?)

../Fotos%20Artigos/Organizar/colagem%20janot%20fachin%20moro%20bailarina%20copy.jpg

FHC dá ultimato à Globo? Ou acaba a Lava Jato ou elegemos Lula Presidente? (e com Ley de Medios?)


Por Romulus & Núcleo Duro

Vamos para mais uma rodada de análise, pessoal?

Destaques:

Ouviram a última?

- FHC “quer” (aspas?)... “Diretas Já”?!

- Será que “quer” mesmo?

Ou...

- Apenas se utiliza do “fantasma” de Lula, favorito nas pesquisas ~hoje~, para dar um ultimato à Globo e aos juristocratas:

- "Ou param com a caçada e o abate da classe política (ou pelo menos dos meus amigos) ou..."

- "Vem aí o governo Lula 3!”

- "E, depois de tudo o que vocês fizeram, certamente desta vez com Ley de Medios" (!)

Mas...

- O PT e Lula estão dentro ou fora do Acordão?

- Aliás, nesse tocante (e em todos os demais...):

- PT = Lula??

- Blogosfera “progressista” e o “Fora Temer” ~da~ GLOBO: mais uma vez, a dificuldade/ falta de vontade de sair da pauta imposta pelo Cartel Midiático. Comem o “prato feito” - e sem reclamar muito!


*

Comecemos com algumas reações – polarizadas – ao artigo anterior:

(1) A “nossa” voz (sensata) no “Mercado”:

/Users/romulosoaresbrillo/Desktop/Screen Shot 2017-06-16 at 15.14.19.png
magem de aureliojunior50
sex, 16/06/2017 - 02:18

Ou: quando o "direito" tropeça na física.

Um "lava-jato " asperge muita água, com muita pressão, em vários sentidos e vetores. Molha tanto seu objetivo (o "carro") como toda a sua volta, pois seus vetores de espargimento derivam em vários sentidos, molhando até quem não tem nada para limpar. Portanto, gasta muita água, assim como dispende muita energia para move-la. E nem estou agregando à equação o desgaste de atrito referente ao equipamento... e água pressionada atrita bastante.

Por isso, com base em simples equações relativas à dinâmica dos fluidos, um "lava-jato" funcionando por elevado período de tempo, descontrolado, gastando demais, tanto em insumos quanto em tempo, deve ser desligado. Afinal, seu trabalho inicial já está feito, o "carro" ou mesmo os "carros" já saíram. E muitos que não deveriam ter sido molhados foram. Erros ocorrem quando vetores de espargimento não são devidamente controlados. Portanto, agora basta uma mangueirinha de jardim para "limpar" o que falta, com maior precisão.

E essa mangueirinha, além de limpar os meandros com maior cuidado, ainda possui uma “vantagem” adicional: após tira-la da torneira, pode-se com ela amarrar um sapo barbudo, típico de Garanhuns.

Amarrado esse sapo, com relação aos demais carros e pessoas que foram "molhados", alguns serão passados por secadores e ficarão sequinhos, sem nenhum traço de umidade. Já a outros, como nas alterosas o clima é sujeito a chuvas e trovoadas, toalhas serão fornecidas. Contudo, a umidade deles ainda estará presente. Deverão, portanto, ser colocados em um “varal”. Mas fora dos olhos de outrem...


(2) A esquerda que quer gritar “Dracarys” ~sim~:

../../Desktop/Screen%20Shot%202017-06-16%20at%2018.16.34.png



Por J. Carlos de Assis

Aparentemente temos o sistema bancário mais honesto do mundo. No meio da avalanche de corrupção por compra de parlamentares envolvendo grandes construtoras e o maior conglomerado de carnes do mundo, ninguém surgiu, até o momento, para apontar o menor deslize moral dos bancos Brasileiros. A bem da verdade, houve apenas uma suspeita. Trabuco, presidente do Bradesco, envolvido na operação Zelotes, foi inocentado por unanimidade pelo Tribunal Federal de Recursos da 1ª. Região.

Há dois tipos de justificativa para isso. Ou os banqueiros Brasileiros se contentam em roubar o povo, pressionando pelas taxas de juros mais altas do planeta como se fosse uma coisa natural, ou simplesmente operam a corrupção com mão de gato, colocando terceiros – por exemplo, a FIESP – como operadores de suas maracutaias. Lembro-me bem como, na constituinte, um operador da FIESP e da CNI, Rui Figueiredo, tendo por trás os bancos, percorria com uma mala preta os corredores do Congresso comprando parlamentares.

Podemos perguntar, diante dessa segunda hipótese, por que as empreiteiras foram pegas por Moro e os banqueiros conquistaram tanta condescendência na Justiça, como é o caso do TRF-1. Acho que a única explicação para isso é que são tremendos profissionais, protegidos pelo competente cartel da Febraban e sob a proteção generosa do Banco Central. Caso fossem colocados nas mãos de Sérgio Moro, é possível que, depois de meses a fio de prisão temporária, acabassem abrindo o bico em profusão de delações premiadas.

Há ainda a razão segundo a qual os bancos Brasileiros não são exatamente nacionais, mas braços operativos de um sistema bancário internacional que funciona em rede. Nessa situação, mexer com Itaú e Bradesco é mexer com a banca mundial, conforme se poderia escrever em camisetas. Os políticos corrompidos estão protegidos indiretamente pela regra que protege os bancos segundo a qual são “grandes demais para quebrar”. Qualquer ameaça nesse campo e o Banco Central entra no jogo para acobertar seus protegidos.

É muito curioso, também, que a atividade empresarial mais odiada pelos brasileiros, por causa dos altos custos de crédito que recaem sobre a sociedade, é extremamente bem protegida pela mídia. Isso, porém, dispensa maiores explicações: basta somar o tempo de publicidade que os bancos ocupam na grande mídia para concluir que sabem muito bem comprar discrição, mais do que apoio. Quanto a compra de parlamentares, ora essa... eles são os melhores operadores de caixa dois e lavadores de dinheiro.

Entretanto, há um único risco para o sistema bancário Brasileiro: a eventual delação premiada de Antônio Palocci. Ele se ofereceu para isso e sugeriu que tem muita, muita coisa para contar. Na verdade, diante do esgotamento de delações nas áreas de empreiteiras e de carne, há pouca coisa para Palocci contar como novidade capaz de lhe atenuar a pena. Restam os bancos. É significativo que Sérgio Moro e os procuradores da Lava Jato ainda não se manifestaram a favor dessa delação. Curioso. Afinal, seria a mais alta autoridade dos governos do PT a prestar esse serviço à Nação.


../../Desktop/Screen%20Shot%202017-06-16%20at%2018.16.19.png

sex, 16/06/2017 - 13:02
A delação de Palocci não vai rolar (a não ser que isso seja deixado nas mãos dos golpistas imbecis de Curitiba). Aí - em não rolando - para ele salvar a pele, só sobraria delatar o Lula. O Romulus dá a entender (pelo menos foi isso o que entendi do texto dele) que o Palocci teria alguma coisa de concreto contra o Lula.

Agora, gostaria de saber qual é o segredo secreto da podridão dos bancos que levaria a uma corrida bancária? Descobrir que o dinheiro que supostamente detêm os bancos, na verdade, não existe? Que é só um monte de uns e zeros? Que só existe em planilhas? Ora, esse é o princípio desse sistema: os bancos funcionam como minicasas da moeda (só que virtuais). Por isso que, a partir de um determinado montante de saque, você precisa avisar ao banco (a não ser, claro, que você tenha acesso àqueles "bancos" sem placa, casas insuspeitas lotadas de dinheiro pra lá de suspeito).

Se for para foder com os bancos e o sistema financeiro bucaneiro e sanguessuga, quero mais é que taquem fogo em Roma. Eles são os principais responsáveis pelo golpe e pelas merdas que acontecem no país.


../../Desktop/Screen%20Shot%202017-06-16%20at%2018.16.09.png

sex, 16/06/2017 - 13:11

Eu não "acho" que Palocci tenha algo contra Lula.

Eu não ~sei~

O que eu digo é que isso é irrelevante: Palocci sempre pode ser coagido a inventar.

E os Paloccis - casal que frequentava o casal Lula - inventarem tem muito mais valor - no tribunal politico-midiático - do que "rascunho de GMAIL registrado em cartório", “ticket de pedágio” e “pedalinho”.

É isso que eu disse.

Não queira ver ~essa~ Roma queimar!

“Eles” todos têm dinheiro ~fora~ do BRASIL.

Você não!!

(muito menos os pobres, que ~sequer~ têm dinheiro em banco: vivem de ter ou não emprego na economia... com o dinheiro do ~mês~)


../../Desktop/Screen%20Shot%202017-06-16%20at%2018.59.39.png

sex, 16/06/2017 - 13:32
A irresponsabilidade da lava-jato já destruiu a cadeia de óleo e gás do país.  Já destruiu a construção pesada.  Não se enganem: não vai surgir do vácuo nada dessa "destruição criativa" (sic).

Destruiu (junto com a incompetência inigualada e corrupção pesada) o Estado do RJ (particularmente dependente da cadeia de óleo e gás).

Corridas aos bancos acontecem por qualquer razão.  O banco VIVE da APARÊNCIA de solidez.

Qualquer desconfiança em relação a essa solidez pode levar a uma corrida, e no momento que há uma corrida... não quero lembrar o que aconteceu quando faliu o Banco Econômico, né? 


Romulus: por falar em “destruição ~destrutiva~” - e nada “criativa” – o MPF, na sua estratégia de novelização-Candy-Crush tem várias outras miras, para além dos Bancos:

Justiça
Avaliação está em despacho tornado público nesta semana
Autor: André Shalders
PODER 360


Patricia: Olha aí...

TIJOLACO.COM.BR

Vale a pena ler! Não sabia que defesa escrita podia fazer isso:

"Desnecessário remarcar que, segundo as leis da matemática, US$ 10.000.000,00 (dez milhões de dólares) não são US$ 10.219.691,08 (dez milhões, duzentos e dezenove mil, seiscentos e noventa e hum dólares e oito centavos), posto que grandezas bem diversas e distintas. A menos que os investigadores da Lava Jato hajam revogado também a certeza da exatidão da ciência dos cálculos e, a continuarem assim, poderão chegar ao perigo da derrogação da Lei da Gravidade... Passarão a flutuar, então, como plumas soltas à brisa, por toda parte, suas originais “convicções”, mesmo quando em aberto confronto com a realidade!"


Tania:

Em alegações finais apresentadas à Justiça Federal,…
BRASIL247.COM


Romulus:

Advogados do petista citam o caso de Rocha Loures na defesa
Autor: Poder360


Gente, minha opinião sobre as alegações finais de Palocci:






Esta aqui, a matéria que eu tinha lido então:

Advogados usaram trecho de depoimento de Marcelo…
VALOR.COM.BR


Gente, pelamor...

Nesta altura do campeonato questionar a competência do Moro porque "a Petrobras é sociedade de economia mista" e "a sede é no Rio"??

Isso GRITA jogo de cena!

Giselle: É algo que precisa ser alegado, mesmo porque há chances de correções acima. Lembre-se que o desembargador REVISOR (!) votou pela absolvição do Vaccari, por faltas de provas e condenação baseada ~apenas em~ delações.

Romulus: Com certeza!

O que quis dizer, é que, quando li essas exceções de incompetência e as “reações” na imprensa, quase tive um acesso de riso. De repente pareceu que eu tinha voltado pro inicio de 2014, sabe... com as petições da ~primeira~ leva de presos em Curitiba (!)

O leigo tem dificuldade em entender que 90% do conteúdo das petições são... "de mentirinha"! E que nem o advogado acredita no que ele próprio escreveu ali. Ou, mesmo que sim, não acredita necessariamente que o argumento possa prosperar no Judiciário.

Ciro: Advogado que acredita na petição.. existe isso?

😂


Romulus: Mas é aquilo: tem que alegar TUDO. E argumentos alternativos... inclusive contraditórios entre si!

Ciro: A única "novidade" é essa indireta para o Mantega: “toma que o filho é teu”...

Mas, com certeza, os advogados já estão até demitidos (Palocci já tem outros para a delação).

Só tem que cumprir o rito mesmo, né?

Mas sobre a “delação” do Palocci:

- O que não pode acontecer não acontecerá.

É simples assim.

Ou alguém acha que o Eric Cantor não QUERIA prender todos os executivos de bancos nos EUA, na Crise de 2008?

Agora...

Entre o que ele quer e o que ele PODE existe uma diferença.

Aqui é que essa diferença acabou...

*

Piero: FHC pedindo antecipação da eleição?!?

O ex-presidente ainda antevê a saída do partido da base de Temer --que ele não cita diretamente na nota
VALOR.COM.BR


Tania: A mesma "grandeza" que pediu a Dilma. Ele realmente se acha O Sábio da nação.

Piero: Pois é. E joga um discurso diferente por dia. Daí se vê a fonte da esquizofrenia do partido dele...

Ciro: FHC hoje em dia é o tio velho que às vezes desce do sótão no PSDB e constrange todo mundo. O PSDB do FHC não existe mais, e já faz tempo. Aliás, talvez nunca tenha existido, senão nos delírios do “príncipe dos sociólogos”.

Como disse o Celso Rocha de Barros em uma coluna há algum tempo atrás:

- O PSDB começou tentando ser uma versão sofisticada do PT.

- Fracassou.

- Aí partiu para ser uma versão sofisticada do PFL.

- Foi muito, muito, muito, bem sucedido.

- Agora ele volta às origens e lidera...

- ...  um PMDB ARENAlizado.

Romulus:

Jogo de cena.

Faz isso porque sabe que não vai rolar.

Imagina! Dando Lula ganhando no 1o turno ~hoje~.

E a sigla dele totalmente queimada.

Sem doação empresarial e distritão, o PSDB vai eleger 3 (!) deputados federais.

É a pessoa mais cínica da politica brasileira.

(mas... sem o talento cênico do Gilmar!)

Patricia: O meu único "porém" é: eles querem Lula de volta pra queimar ele de vez, já que o golpe não rolou? E porque a Lava Jato com a Globo também não deu boa coisa pra eles?

Giselle: Pode ser que estejam pensando nisso, mas com eleições diretas muitas coisas se complicam para os golpistas.

Zeca: E se o ''acordo'' passar por entregar (via eleições) o poder a Lula...

(como sugere o dono do ''coxinha'' Paraná Pesquisas...)

Nesse caso, Lula eleito, o que ele daria em troca? A normalidade? O silêncio dos petistas que podem arrastar todo mundo em delações?

Giselle: Não sei, Zeca. Se o acordão passaria por deixar o Lula assumir, acredito até que não é o que eles querem.

Mas a situação está se agravando, o MP não quer ceder espaço, até porque sabe que ao recuar será atingido mortalmente. O que segura o poder do MP é a chantagem permanente aos políticos.

Se voltar a "normalidade", como vai barganhar e manter seus privilégios?

A briga interna entre os golpistas é o grande trunfo da esquerda.

Tudo bem que FHC já deve estar meio gagá, porque toda hora fala algo diferente, mas é evidente que as máscaras caíram.

E se “todos são bandidos” o povo vai querer o menos pior: o que “rouba mas faz”.

Ciro: Ih, tem outro tio excêntrico na sala...

😂


Defensor da saída do PSDB do governo, o presidente…
WWW.FOLHA.UOL.COM.BR


Romulus: Por este aqui você vê que FHC é uma biruta de aeroporto ~aloprada~:

Por Andrei Meireles
OSDIVERGENTES.COM.BR

Como a gente contou aqui, Fernando Henrique foi peça fundamental na articulação para que os tucanos mantivessem o apoio ao governo Michel Temer. Parece que ele mudou bem rápido de ideia.

Nessa quinta-feira (15), ele divulgou uma nota em que constata a “desconstrução contínua da autoridade” de Temer, a quem pede um gesto de grandeza e sugere como saída a antecipação das eleições gerais.

FHC manifesta também sua oposição à execução do plano que o entorno de Temer pretende executar para barrar a Lava Jato. Como Os Divergentes registram, são ações como a escolha de um delegado e de um procurador afinados com o governo para a direção da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República.

Em sua nota, após avaliar que Temer não está conseguindo se legitimar como presidente da República, Fernando Henrique arremata: “Pior ainda, se houver tentativas de embaraçar as investigações não vejo mais como o PSDB possa continuar no governo”.

Como de hábito, ele fecha o texto com uma frase de efeito: “Preferiria atravessar a pinguela, mas, se ela continuar quebran, será melhor atravessar o rio a nado”.

Enviei uma mensagem a um ministro, que acompanhou de perto a costura do apoio de Fernando Henrique, perguntando o que ele achou da nota de FHC. “Perplexo”, respondeu.

Não está claro se essa nova postura de FHC pode influenciar uma reviravolta na posição dos tucanos em relação ao governo. Se ele está apenas jogando para a plateia que não gostou da opção tucana. Afinal, aparentemente, pouca coisa mudou nesses últimos dias. Aécio Neves, por exemplo, continua refém do PMDB no Senado para não ter o mandato cassado, e perder o foro privilegiado.

Outra peça nesse tabuleiro é a promessa do PMDB de apoio aos tucanos nas eleições presidenciais em 2018 se eles ajudarem agora a sustentar o governo Temer.

Até o fim do mês está prevista a apresentação por Rodrigo Janot da denúncia contra Michel Temer ao Supremo Tribunal Federal.

Pode ser o fato novo para um cavalo de pau dos tucanos.

A conferir.


FHC é um interlocutor que não pode ser levado a sério.

NUNCA:

“Enviei uma mensagem a um ministro, que acompanhou de perto a costura do apoio de Fernando Henrique, perguntando o que ele achou da nota de FHC. “Perplexo”, respondeu."

Valdir: Não esqueça que MPF está em compasso com o PSDB.

Se o PSDB perder o seu poder de chantagem obtido com a PF/ MP/ Janot/ Moro, enfraquece-se e deixará de ser relevante.

E pode, ademais, passar a ser vítima de ataques por essas frentes se não falar “a coisa certa”.

Dorotea (professora sênior de psiquiatria!): FHC está demenciando e, nesse caso, um dos primeiros sintomas é a acentuação de características negativas de personalidade.

*

Ciro: O Aécio não quer arriscar o Fux...


Felipe Pontes Da Agência Brasil - A defesa do senador…
SUL21.COM.BR


Romulus: Com Fux, é chantagem contra chantagem.

Por isso, vai ser sempre incerto.

Ciro: Marco Aurélio Mello não vai aliviar para o Fux, não...

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou recurso da defesa do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) para que o pedido de prisão contra ele, ...
POLITICALIVRE.COM.BR


Fux vai se “fux”...

De um jeito ou de outro...

*

Ciro: E se é isso que o Escoteiro-guy tem para hoje...




Romulus: Joesley resolveu mandar o Brasil pro caralho pra ganhar 1 greencard...

Pra ele e pra ~PJ~ dele!

Reparem na chamada de capa: já não basta "quadrilha"...

Porque, afinal, segundo eles, "todos são quadrilha", né...

😒


- O PT – o que “inventou a corrupção no Brasil” (!)

- (apenas o ~Presidente~ do...) PSDB...

Então, pra diferenciar, ~agora~ tem que ser "a maior e mais perigosa" (!)

😒


Zeca: A capa pode até ser o Temer, mas a repercussão no jornal televisivo é “o PT!!! O PT!!! O PT!!!”

Bateram mais do que quando a notícia era “de fato” (aspas)... “o PT”!

Romulus: Mas notem: nessa, o Nassif "está" fã do Escoteiro-guy - o “assessor de imprensa” do MPF:

No último “Xadrez” do Nassif:

A entrevista de Joesley Batista à revista Época é arrasadora. Com todas as ressalvas que se possa fazer, expõe de maneira ampla o apodrecimento final do modelo político.


Ciro: Na boa, Nassif é o braço "esquerdista" do MPF.

Romulus: Ou o braço do "MPF esquerdista"?

Ou dá na mesma?

../../Desktop/Screen%20Shot%202017-06-18%20at%2017.31.48.png


Voltaram no Nassif aqueles afagos ao Janot, de quando saiu a delação da JBS. Voltou a narrativa de que Janot “recuperou para a PGR o protagonismo que estava em Curitiba”.

“Afagos” nos quais, posteriormente, ele tinha dado um cavalo de pau, dizendo que “a JBS e o Procurador Marcelo Miller tinham servido ao (incauto) Janot um ~prato feito~”.

Pois agora Nassif deu um cavalo de pau ~no~ cavalo de pau:

- Nesse “Xadrez”, Janot volta a “crescer” na comparação com o "primário" e “deslumbrado” Dallagnol.

Paradigma do artigo: diz Nassif que "a JBS converteu Saulo em Paulo".

Até a metáfora é redentora!

Ciro: Fontes, sempre elas...

E, de repente, o meu long-shot de “Janot candidato” não parece tão ridículo, né?

Romulus: Comentário interessante nesse post – mais pro “nosso time” que pro do Nassif:

/Users/romulosoaresbrillo/Desktop/Screen Shot 2017-06-16 at 15.19.42.png
magem de aureliojunior50
sex, 16/06/2017 - 01:12

O incólume e eminente PGR Janot aproxima-se do "prazo de validade", portanto tem que procurar ao máximo do possível ainda parecer importante e ativo, vociferar com autoridade, ser tão ou mais agressivo que um tuiuiú pantaneiro, pois quando setembro chegar, será apenas mais um entre tantos, aliás muitos, que militam no partido (mais rachado que o PSDB) Judiciário, onde pontifica Sua Excelência Prof. Dr. Gilmar Mendes.

Quanto ao "dedazo" de Michelzinho, referente ao próximo PGR, os "da lista" como o caso da Dra. Dodge, tanto Michel como o Congresso (que sabatinará o escolhido), escolherá a dedo duplo (um "dedazo" potencializado Executivo + Legislativo), e pode até não ser algum que  consta desta lista, mas desde que seja um Brindeiro para Temer, que limite o escopo da Lava-Jato. Uma operação que já encheu o saco e DEVE ser controlada. Ou até os eleitos em 2018 correrão riscos. Basta à Lava Jato e aos demais Procuradores Concorrentes a ela (RJ e Brasília) inabilitarem Lula e mais alguns da "esquerda". Afinal, é para isto que ela EXISTIU. Aécio foi um troco, aliás bem recebido.

FFAA- a Reunião

No encontro do Gen. Villas-Boas com outros militares, incluindo alguns da reserva, semana passada, avaliando a atual situação nacional, o assunto mais em pauta foi referente a distanciar as FFAA, principalmente o Exército, de qualquer "pronunciamento". Ou ser envolvido em possíveis ações inconstitucionais. Até foi analisada a besteira cometida por Jungmann. Que, com os problemas ocorridos com as manifestações gerando episódios de violência, “convocou” as FFAA – de forma extemporânea e além dos parâmetros legais, sem ordem do Comandante-em-Chefe (Temer) direta.

Outro assunto desta "reunião" foi a próxima substituição do Villas-Boas (ele se encontra doente e até o caminhar está difícil). O Gen. Goellner, muito próximo ao "cavalariano do planalto" (Sérgio Etchegoyen), presente nessa reunião, foi informado (disciplinado) de que campanhas não superam o "Almanaque". E “Fernando” vem antes de “Sérgio”. Até no alfabeto. 


A Helena Chagas, mais balanceada, mostra como a entrevista foi ~completamente~ roteirizada pelo MPF:

OSDIVERGENTES.COM.BR

Por Helena Chagas
junho 17, 2017, 13:26

oesley batista


Brasília amanheceu neste sábado enforcado de feriado sob o silêncio aterrador das grandes crises, quando os agentes políticos sempre esperam alguém falar primeiro antes de se manifestar. Os aliados do Planalto estão paralisados porque a entrevista do empresário Joesley Batista à Revista Época é devastadora, sobretudo para Michel Temer. E afunda o sistema político, seus protagonistas e partidos, no pântano da imprevisibilidade. Aquela impressão consolidada ao longo da semana, de que Temer governará até o fim de 2018, volta a se desvanecer.

São tantas as informações, detalhes e possíveis desdobramentos que é preciso, neste momento, observar por partes – até porque ninguém tem a menor ideia do que vai acontecer nos próximos dias. O que está saltando aos olhos:

<> Afinadinho com o MP, Joesley citou pelo menos meia dúzia de vezes o vocábulo Orcrim – sem contar as referências à organizações criminosas – num linguajar típico dos profissionais do Ministério Público. Isso deixa claro que combinou milimetricamente com os investigadores cada palavra do que disse – até os elogios aos próprios, segundo ele “rapazes novos, inteligentes bem intencionados”. Afinado com o MP, o empresário fulminou o presidente da República que vem usando instrumentos do governo para retaliar suas empresas, reforçando a denúncia que será apresentada pelo PGR contra Temer nas próximas semanas e tornando mais incerto o destino do peemedebista. Reduziu também Aécio Neves a pó. Mas, para agradar ao MP, não poderia deixar de fora o PT, que segundo ele, institucionalizou a corrupção nas estruturas de governo.

<> Mas Joesley livra a cara de Lula, pessoalmente, e tenta enredar Dilma. “Nunca tive conversa não republicana com o Lula. Zero. Tive com o Guido”, é um trecho da entrevista que certamente terá pouco destaque, mas ajuda o ex-presidente. Ao mesmo tempo, tenta fulminar Dilma – que, sabe, dificilmente voltará a ser presidente da República. Joesley Batista diz, numa resposta, que ela lhe pediu, no Planalto, 30 milhões para a campanha de Fernando Pimentel em 2014. Instado a detalhar, diz que ouviu da então presidente algo na linha de “pode fazer”, o que não parece ser um pedido.

<> Fernando Henrique se antecipou ao fato novo.  Ninguém entendeu bem a súbita mudança de discurso do ex-presidente, que passou a pregar o desembarque, a renúncia e as diretas apenas três dias depois de o PSDB ter decidido continuar com o governo. Agora está explicado: bem informado e articulado, soube que vinha mais chumbo grosso contra Temer por aí. Veio. E agora o PSDB deve desembarcar.

<> É tão grave, mas tão grave, o conjunto da obra do que disse Joesley Batista à Época, acusando Temer de chefe da quadrilha e dando detalhes de sua relação com ele, que vai ficar difícil para os aliados do Planalto sustentar a estratégia de desqualificar as afirmações do empresário e questionar a autenticidade das gravações apresentadas. Mesmo a nota de Temer, com o anúncio de que vai processar Joesley, soa inócua. Tudo indica que a denúncia de Rodrigo Janot contra o presidente virá gorda e consistente, e que a situação até agora tranquila para rejeitá-la na Câmara pode virar até lá, motivada pelo fator opinião pública.

<> A viagem de Michel à Russia e Noruega a partir de segunda-feira sobe no telhado. Vai parecer fuga. Pior: quando voltar, daqui a uma semana, ele pode não encontrar mais a cadeira para sentar.


Pontos relevantes:

- Ataque aos “temerários” (conjunto), ao “PT” (conjunto), isentando Lula (!), implicando Dilma (!!), e enterrando Aécio ("conjunto... unitário" esse?! rs) - ~justamente~ o alvo da PGR na semana que vem.

A entrevista é, apenas, um esquenta!

Ciro: Sim, a entrevista é um esquenta no jogo de Candy Crush do Dallagnol.

Agora...

Acho que isso coloca a declaração do FHC – “Diretas já!” - em contexto.

É quase uma ameaça, uma bomba nuclear: a classe política sempre tem a opção "LULA" para enquadrar a Globo e os juristocratas.

Romulus: Exatamente: “bomba nuclear” – mecanismo dissuasivo. Não necessariamente para ser usado ~de fato~. Apenas em circunstâncias desesperadas.

Ciro: Em postagem no Facebook, o outro de Curitiba, o Procurador Carlos Fernando Lima, "faz o Dallagnol" e “demonstra” (aspas) claramente, “para todo mundo ver”, que...

- “A briga não é entre direita e esquerda, mas entre 'limpos' e 'sujos'".

Vale ler esse post dele para se ter ideia de como pensam e o que desejam.

Romulus: Partindo da premissa de que eles pensam, de fato, o que falam em público, né?

Acho que é mais acertado falar em “vale ler para ver a ~narrativa~ que querem ~vender~ aos incautos”. rs

Tô lendo ainda o “Xadrez” aqui...

Eu realmente não tô entendendo as sinalizações recentes do Nassif:

- Passa os últimos dois posts chamando pra guerra no corpo do texto;

(contra “Gilmar”, “temerários”, “Aécio”...)

E, no final...

(último parágrafo)

- "Reza" por um... "pacto".

Não tenho conseguido reconciliar a argumentação ao longo do texto – “pintada para a guerra” – com o final, clamando por paz.

Olhando assim, parece que o "pacto" que ele quer é com a...

- ... JURISTOCRACIA!

(“vocês levam uns, mas deixam os outros em paz... Olha... a gente até compra a briga de vocês com o Gilmar!”)

Vide afagos recentes ao MPF.

Aliás, esse aceno ao MPF vem desde aquele sugestão dele para uma... "Constituinte", onde o MPF ia atuar com “o desprendimento de São Francisco de Assis, pelo bem geral da nação”.




Até deixei agora lá um comentário nessa linha:

../../Desktop/Screen%20Shot%202017-06-18%20at%2017.32.19.png


Nassif "acha" (?) que Aécio vai ser preso.

E, assim, de repente, ~esse~ STF (o do(s) Golpe(s)!), reassume na narrativa o papel de...

- ... “guardião e redentor da nação” (!)

(quando colocado na posição de algoz do “diabo” Aécio...)

Ciro: Isso – a prisão de Aécio – seria o equivalente a uma declaração de guerra total.

Talvez a declaração do FHC seja nessa direção:

- De repente a gente embarca em “Diretas” e vocês (Globo) têm que se ver com um Lula, disposto a fazer a ley de medios (!)

Afinal de contas, fugir da prisão é o interesse número 1.

Todos os demais interesses são secundários...

E Aécio pode ser preso pela 1a Turma, mas dificilmente seria preso pelo Pleno.

Essa negativa do Marco Aurélio Mello em passar o julgamento do Aécio para o Pleno parece mais com uma sacanagem dele com Fux.

Fux fica exposto, na berlinda. O voto que vai decidir!

Os Ministros do STF são muito mais mesquinhos do que a gente pode imaginar.

Romulus: Será possível que as pessoas não entenderam ainda que não dá pra brincar de feiticeiro?

Que não tem "sintonia fina" nesse “jogo”?

Sempre acham que dá pra usar a faca de ~500~ gumes...

Mas pra cortar ~só~ o lado inimigo (!)

Ciro: Em "defesa" da burrice alheia, sempre deu para brincar de feiticeiro no Brasil.

Romulus: Até o Nassif defende a prisão ~inconstitucional~ do Aécio.

Ciro: Quando eu digo que tem esquerda golpista (e o PT sempre foi golpista enquanto esteve na oposição - só que golpismo sem a Globo não adianta nada), é isso que eu quero dizer...

Tania: Pra ser coerente, é o que a 1ª Turma/STF acabará fazendo: prender Aécio.

Ciro: Ninguém sabe o que a 1a Turma vai fazer. Não existe preventiva de Senador.

Não dá para comparar a situação da Andreia com a do Aécio.

É possível que dê o mesmo placar assim como também é possível que não dê.

Romulus: Não existe meia Constituição... não existe meio Estado de direito!

Tania: Ora, se existe “meia democracia”...

Ciro: Romulus, exceto que no Brasil nunca houve nem uma coisa nem outra...

Vai arrumando uma tese nova!

😂


Romulus: Ciro diz isso porque originalmente a minha tese de doutorado aqui na Europa tinha, como uma de suas premissas, o “fato” (!) de que o Brasil apresentava – na comparação com outros países emergentes de porte similar – uma “razoável” efetividade do Princípio da Legalidade e do Estado de Direito.

Principalmente em vista:

(1) da independência do Judiciário (!);

(bem... em 2010 eu não tinha como saber que seria ~tanta~ independência, né... 😒)

(2) do teste “final” para a maturidade da democracia e da institucionalidade brasileiras: a primeira transição política ~real~, com a chegada do PT à Presidência da República em 2002.

“Sem traumas” e com a manutenção da “estabilidade” política, institucional e econômica.

Bem... pelo menos, assim eu argumentava na tese... lá atrás... (!)

Portanto, como podem ver, o meu problema com o Golpe vai além das minhas convicções políticas, jurídicas, econômicas, geoestratégicas, morais, éticas, filosóficas... ... ...

Tenho de admitir para vocês o meu viés:

- Comigo o problema é também... PESSOAL!!

- O Golpe DESTRUIU a minha tese de doutorado!

(além, é claro, de ter destruído, junto, a minha convicção genuína em todas aquelas “premissas”... (suspiro)... ai, ai...)


Ciro, você diz que “nunca houve nem Constituição nem Estado de Direito” no Brasil...

Pode até ser verdade...

Mas, ao menos, antigamente as pessoas se davam ao trabalho de fingir melhor.

Tania: Desde a reeleição da Dilma eles decidiram partir para o tudo ou nada.

Romulus: Sim, houve uma piora absurda a partir daí.

Mas, como observou o Wanderley Guilherme dos Santos, o ponto de inflexão foi o “julgamento” (sic) do “Mensalão” (sic)!

Rosinha lourinha meritocrática” prendeu porque “leu (foi ela?) num livro (qual? Não foi no do Professor Claus Roxim...) que podia prender sim, sabe...”

Avançou mais ainda com o início da Lava a Jato, em 2014...

(logo ~nesse~ ano? Por que será, hein??)

E piorou de vez quando a Dilma – contrariando todo o esforço das forças hegemônicas – ganhou a reeleição naquele ano.

Aí, de fato, partiram para o tudo ou nada, trazendo-nos para onde estamos hoje.

Aliás, “onde” estamos hoje?

Quem disser que sabe está mentindo!
Patricia: É, acho que nesta altura dos acontecimentos vamos precisar redefinir, a cada semana, o que é “tudo ou o nada”...

Cadê aquele GIF do Romulus “vamos queimar tudo”?

😂

Tania: “Dracarys!!!”

Romulus: E olha que quem grita “Dracarys” no GIF - a Daenerys – era uma “Dilma”, hein...

Bem naquela linha "não vai sobrar pedra sobre pedra", sabe...

Mas...

Com o tempo – e com ótimos conselheiros (!!!), aos quais efetivamente ouvia (!!!) – Dilma, digo, Daenerys aprendeu que ~gradualismo~, composição e conciliação de interesses conflitantes obtia resultados ~muito~ mais efetivos e duradouros do que “rompantes” de uma “autocrata” que queria “reinventar a roda”, sabe...

– E isso até mesmo para aquele seu objetivo inicial, de “rolar as pedras”!

Isto é: se ela se contentasse em rolar ~algumas~ pedras...

E não ~todas~ de uma só vez!

Hoje em dia, a Danny só grita...

#QueimaAporraToda

#Dracarys


./../Desktop/dracarys%201.gif./../Desktop/dracarys%202.gif./../Desktop/dracarys%203.gif


- ...quando MUITO necessário.

E os dragões – as “armas nucleares” do mundo em que ela vive!, são, como no nosso, muito mais mecanismos de dissuasão – visando a chegar a consensos e composições mínimas com adversários, para mútua sobrevivência – do que para serem usados quando surge o primeiro probleminha, sabe...

Aliás...

Obras de ficção que todo mundo que gosta de política deveria ler/ver: Duna; Game of Thrones; House of Cards.

Ciro: Duna então é ótimo para pessoas que nem eu e o Romulus...

Porque a nossa vocação para ser “imperadores-deuses” tipo Leto Atreides é imensa....

Ainda bem que ninguém vai nos eleger... 😂

Maria: E alguém "elege" deus ou imperador?! 😂

Romulus: Pai, afasta de mim esse cálice! 😂

Como digo sempre: abaixo o perfeccionismo filosófico!

Não troquemos o certo pelo duvidoso...

Fiquemos com o ~seguro~...

Com o “devagar e... (ao menos...) ~sempre~” do...

- ... “governo da ~maioria~”!

– Por definição...

- ... ~medíocre~!

Sim, medíocre...

Mas...

Quando pensamos duas (três, quatro... “n”) vezes:

- Aurea mediocritas...

- The truth lies somewhere in the middle…

- Nem 8 nem 80…

- Nem tanto ao mar nem tanto à terra…

- Devagar com o andor que o Santo é de barro...

- ...

Não é mesmo??

Ciro:

No dia 18 de maio, antes de subir ao púlpito com o…
WWW1.FOLHA.UOL.COM.BR


“De repente” a Folha solta isso hoje...

Um mês depois do "dia do fico" do Temer.

E observem: ele “pediria eleições imediatas”...

Novamente: parece cara de "bomba nuclear"...

Ameaça à Globo...
Romulus: Ciro, já te disse ~hoje~ que eu te amo?!!

💣

🎲

🎳

🏆

🏅

😍


Ciro: Aliás, volta - de novo... - o "caso Moro" no CNJ...

O principal deles foi da conversa do ex-presidente Lula com Dilma Rousseff em março de 2016
EPOCA.GLOBO.COM

Zeca:



Romulus: Em ~política~ timing é ou não é (quase) tudo, minha gente?

😍 




Zeca: E Temer acusa Joesley de proteger “o PT” (?!)

Mas...

Não é bem “o PT” que Temer queria dizer, né...

Nem pra isso ele tem culhão!

Patricia: Mas a tese dele não fecha.

Primeiro porque o desembargador ~revisor~ do Vaccari absolveu por FALTA DE PROVAS!

Ninguém do partido tem conta no exterior - à exceção do Mantega, que confessou ter aberto uma ~antes~ de entrar no governo para depositar o valor da venda de um imóvel que era do pai (Guido é italiano de nascimento).

A única coisa que eles têm contra o PT é um monte delação ~combinada~...

Fora isso, prova mesmo só contra o PMDB e os tucanos.

Romulus: Sim, Pat...

Isso que você quer dizer é quando há a tal da “contrapartida”:

- “Caixa 3” – superfaturamento de contratos com o Estado, para repassar parte do “plus” para o Partido, como doação de campanha. I.e., crédito para a “pessoa jurídica”. Dissimulado como “Caixa 1” – declarado; ou “Caixa 2” – não declarado; e

- “Caixa 4” – direto para a o bolso do político. Na “pessoa física”! Aí, se usou para mandar imprimir “santinhos” ou para comprar joias na H. Stern para a esposa, vai de cada um, né...

Legalmente (se “Lei” contasse alguma coisa ainda...) “Caixa 2” é ~apenas~ crime eleitoral.

Crime mesmo, que dá cadeia – corrupção ativa e passiva, peculato, tráfico de influência, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio, etc., só nos “Caixas 3 e 4”.

Por isso que há essa série de delações – “combinadas”, como você diz – tentando ~criminalizar~ o “Caixa 2” do PT.

E até o “Caixa 1”!

Isso porque, fora as “narrativas” (made in MPF), os Procuradores não conseguiram provar nem “Caixa 3” nem “Caixa 4” praticado pelo PT.

Não tem “mala de dinheiro” (chipada pela PF ou não), não tem “trust fund” na Suíça/ Liechtenstein/ Cingapura, não tem joias para a esposa, não tem “amigo” ex-Coronel da PM dono de fazendas...

*

Aliás...

Gente, olhem isso aqui...

Será que o "Oráculo de Delfos" do PHA anda nos lendo?? 😂

O PSDB está com medo da última bala do Temer
Paulo Henrique Amorim - Conversa Afiada

publicado 17/06/2017

O ansioso blogueiro conseguiu localizar o Oráculo de Delfos em algum ponto de Olho D'Água das Flores.

E perguntou: agora, que Joesley matou o Temer?

Eis, as respostas breves e cortantes do Oráculo:

- Temer assumiu por decisão de um consórcio de bancos, da Globo, do Ministério Publico, de uma parte do Judiciário, da Polícia Federal, com o beneplácito dos Estados Unidos.

- O consórcio porém se mostrou incompetente administrativamente: 13 milhões de desempregados, queda da arrecadação, queda dos investimentos estrangeiros, explosão da inadimplência e ameaça de calote nos bancos.

- A Globo se mudou da UDN do Rio para o PSDB dos bancos de São Paulo.

- Só que os tucanos são uma escora falsa.

- E eles não têm candidato.

- O Gilmar esta em campanha, mas foi atingido pelo Joesley de forma irreparável.

- O Jobim está em campanha, mas não dá para servir a Deus e ao André Esteves.

- O Meirelles não se elege no Congresso. E como é que ele era do Conselho do Joesley e não sabia de nada?

(O Akio Morita era dono da Sony e demitiu todo o conselho de administração. Ele apresentou um programa de metas para a Sony e nenhum conselheiro aBrasiliu o bico. Aí ele disse: bem, se o conselho não me dá conselho e a minha palavra basta, estão todos demitidos, contou o Oráculo…)

- E outra coisa: é obvio que o consórcio está protegendo o Meirelles...

- E tem o Rodrigo Maia, o mais forte candidato, HOJE, nesse momento!

- Ele se elege, mas não tem maioria.

- E ele só pode se eleger dentro da moldura do Temer.

(A menos que surjam novas denúncias contra ele...)

- Mas, nenhum deles quer botar a cabeça de fora para não tomar um tiro.

- O Tasso Jereissati, coitado… O Renan agradece a Deus todos os dias ter o Tasso como adversário. Ele não se elege presidente nem no Senado… Não sabe fazer política. Não saiu do Ceará...

- Essa turma do Temer é de bandoleiros.

- Eles têm uma bala na agulha.

- Matar quem botar a cabeça pra fora.

- O Jucá já deu o recado: sem Temer 2017, não tem tucano em 2018.

- Os tucanos estão com medo.

- O tempo de TV do PMDB é muito grande…

- E os prefeitos do PMDB dão uma capilaridade muito ampla, no pais inteiro…

- Diretas? Exigem uma PEC, que tem que passar pela Câmara. Isso leva seis meses…

- O mais pratico é o Temer renunciar.

- E o que fará o Temer renunciar?

- Primeiro, o PSDB abandonar o Temer.

- O PSDB, que é o porta-voz dos bancos, vai deixar o Temer depois que os bancos quiserem.

- Os bancos é que vão derrubar o Temer e mandar o PSDB derrubar o Temer.

- Sem o PSDB o Temer não fica.

- Esse é o quadro nesse instante.

- Mas o sistema está todo tão frágil, que um cocô de pardal na cabeça de um delegado da PF pode derrubar tudo, como um castelo de cartas…


../../Desktop/Screen%20Shot%202017-06-18%20at%2019.29.34.png


A propósito...

Uma prece de “graças”:

DEUS SALVE:

- A CRIPTOGRAFIA DO WHATSAPP;

- MACBOOK PRO, VPN E ANTI-VÍRUS PACOTÃO COMPLETO TOP DE LINHA;

- A SUÍÇA - ESTE PARAÍSO DE ESTADO DE DIREITO, GARANTIAS E LIBERDADES INDIVIDUAIS;

- A DUPLA NACIONALIDADE E A RESIDÊNCIA PERMANENTE NESTE PARAÍSO DOS DIREITOS HUMANOS;

- A RESISTÊNCIA DEMOCRÁTICA – DENTRO E FORA DO BRASIL!

- AMÉM!


*

Ciro: Olha aqui como eu me sinto com relação a esquerdismos “Gonzaguinha” e psolismos difusos...

../../Desktop/ser%20adulto%20psolismo.png


Tania: Por falar nisso, o PT fora do acordo?

Recém-eleita para a presidência do PT, a senadora Gleisi Hoffmann apoia a proposta de Diretas Já e não admite participação petista em negociações de candidaturas indiretas
CARTACAPITAL.COM.BR


Maria: De verdade ou discurso necessário pro público externo?

Romulus: Tem que ver também se o acordão precisa dos votos do PT.

De repente, na conta de chegada, não precisa e o PT prefere não pagar o preço de imagem.

Mas participa das negociações dos nome em off?

De qualquer forma, acho temerário arriscar.

O PT tem uns 60 votos na Câmara.

Mais uns 10 no Senado.

Uns 70 do total de 594, se a votação for unicameral – com “Parlamento reunido em Congresso Nacional”.

Maria:

O risco é ser categórico demais "pras bases" e na hora H precisar votar...

Aí sim que o preço da imagem fica ruim de pagar....

Zeca: No fio da navalha.

Ciro: ~Parece~ mais interessado em disputar com o PSOL os 20% do voto de esquerda (que ainda restou...) do que em governar.

Já desisti do partido.

(não quer dizer que tenha desistido do Lula)

Romulus: Cruel e verdadeiro?

Aroeira: Tem razão, Ciro. Mas há que ter paciência com esses rompantes...

O partido tá "ligeiramente" perdido, desde que isso começou. Não é fácil sofrer um golpe...  😳

Romulus: Mas acho que o que o Ciro quer dizer é justamente que ~não~ é um rompante.

É quase que uma "jogada de toalha" do PT, aceitando que não vai ter mais como voltar a governar no médio e no longo prazo.

Meio que "aceitando" que as regras do jogo "mudaram" e que, no novo quadro, cabe ao PT, apenas, garantir uma sobrevivência na oposição.
Ou, quem sabe, com dedos cruzados, o lugar de “junior partner” – sócio júnior, minoritário – numa coalizão de um hipotético governo Lula 3...

Mas, por oportuno, lamento alertar:

- A experiência política – nacional e internacional! - mostra que o papel de junior partner em coalizões é beeem ruim para o futuro:

(A) Alemanha

O SPD alemão (centro-esquerda), do Primeiro-Ministro Gerhard Schröder chegou atrás do CDU de Angela Merkel em 2005. Contudo, Merkel não conseguiu maioria nessa sua primeira eleição. Para evitar um Parlamento “pendurado”/ “enforcado” (hung Parliament), o SPD resolveu ser “magnânimo” e formar um governo de coalizão com a adversária, dando governabilidade à “vencedora” (aspas!).

Resultado na eleição seguinte (1): o SPD (junior) derreteu e o CDU (senior) cresceu. E conseguiu formar maioria absoluta - e governo! - com um partido nanico, mas com maior afinidade ideológica (direita liberal), o ~FDP~.

(sim... concordo com vocês: todo partido de “direita-liberal” deveria ~sim~ ter a sigla “FDP”... em todo o mundo!)

Resultado na eleição seguinte (2): o “novo” junior partner, o FDP, desapareceu. Não atingiu – sequer! - a cláusula de barreira, ficando fora do Parlamento.

Merkel (senior), por outro lado, dessa vez fez maioria ABSOLUTA com o seu próprio partido, o CDU. ~Sem~ necessidade de coalizão!

Resultado na eleição seguinte (?) (3): Apesar de sempre estar muito bem avaliada – até entre eleitores do SPD, que reconhecem nela “uma estadista” (sic) – pela PRIMEIRA VEZ em mais de uma década Merkel está realmente ameaçada de perder a eleição.

Perde votos à direita – com o crescimento da “nova” (sic) extrema-direita, a “Alternativa pela Alemanha” e ao Centro, com o crescimento de um SPD “renascido das cinzas” na oposição, sob a liderança do poliglota ex-Presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

Sim, Schultz... aquele que, como Presidente do Parlamento Europeu, preparou a “trampa” do lawfare “do bem” contra Marine Le Pen (e contra o UKIP também, por que será?), acusando-os – e somente a eles e aos demais eurocéticos! – de fraude, ao empregar a verba de gabinete para contratar assessores não em Bruxelas, “trabalhando ~para~ a Europa”, mas nos seus países de origem, “trabalhando ~contra~ a Europa” (!)

Viva a democracia e o pluralismo político na União Europeia, né...

Schultz que, na última eleição francesa, enquanto Merkel posava sorridente para fotos com Macron, fez o mesmo...

- Mas com Benoît Hamon!

(o candidato favorito do Blog! 😉)

Revolução: Schultz diz, inclusive, que “a prosperidade da Alemanha não pode seguir sendo conquistada às expensas dos vizinhos” (!)

Pois bem...

Esse senhor, o Schultz, na condição de chefe da ~oposição~ - mas do tipo que quer ~ganhar~ (e governar!) e não daquele do “si hay gobierno, soy oposición” - é a ~primeira~ pessoa a ultrapassar Merkel nas pesquisas de intenção de voto. E isso desde as eleições de 2005!

Saberemos o resultado em setembro próximo.

(B) Reino Unido

Na eleição de 2010, o Partido Conservador, liderado por David Cameron, foi o que mais elegeu deputados. Mas não conseguiu maioria absoluta.

Em um não muito distante segundo lugar ficou o Partido Trabalhista, do então Primeiro Ministro Gordon Brown.

Num surpreendente terceiro lugar, com uma bancada de 56 deputados, ficaram os Liberais Democratas (centristas), de Nick Clegg.

(dizia-se que a votação surpreendente devia-se, em grande medida, ao seu carisma e ao bom desempenho que tinha em debates televisivos)

Para o lado que fosse Clegg, iria o futuro governo. Tanto Conservadores como Trabalhistas seriam capazes de formar maioria absoluta com os deputados dos Lib Dems.

Gordon Brown acenou...

Mas Nick Clegg se entendeu foi com David Cameron. Tornou-se vice Primeiro Ministro dele.

Ou seja: o junior partner da coalizão.

Adivinhem?

Nas eleições seguintes os Lib Dems foram DIZIMADOS (Wikipedia):

In local elections held on 22 May 2014, the Liberal Democrats lost another 307 council seats and ten of their eleven seats in the European Parliament in the 2014 European elections.

Despite Clegg's efforts at triangulation, the Liberal Democrats experienced its worst-ever showing in the 7 May 2015 general election, losing 48 seats in the House of Commons, leaving them with only eight MPs. (…)

The party held onto just eight constituencies in Great Britain, with only one in Scotland, one in Wales and six in England.

The Liberal Democrats' erstwhile coalition partner, Cameron's Conservatives, won an outright majority, negating the need for them to accommodate the smaller party in government. On 8 May 2015, Clegg announced his resignation as party leader.

- Claro, né!!


Cameron – acenando à extrema-direita com um (então...) “longínquo” referendo sobre “um”... Brexit (!) – conquistou, sozinho, a maioria absoluta.





(C) Brasil

Quando tive essa discussão “europeia” com o Ciro tempos atrás, ele me lembrou, certeiro, que o mesmo ocorreu ao PFL, junior partner do PSDB, ao longo do governo FHC.

Saiu de “o partido com as maiores bancadas na Câmara e no Senado” para um...

- “Partido médio”.

- Mais para “em vias de virar micropartido/ legenda histórica”.

De maneira menos drástica, lembro eu agora que a mesma tendência se verificou com o PMDB, junior partner do PT no governo Lula.

Lembram quando o PT chegou a “assustar”, em meados dos anos 2000, quase se tornando “o Partido com o maior número de Prefeitos” – posição historicamente detida pelo... PMDB??

Vocês bem sabem que os Prefeitos são os maiores cabos eleitorais de deputados federais...

(muitos deles de fato, senão de direito, “distritais”)

Pois é...

Notem que, apesar do desgaste de ser governo por tanto tempo e do bombardeio cerrado, diuturno, do Cartel Midiático, o PT elege initerruptamente, desde 2002 – há quatro eleições seguidas!, a maior bancada de deputados federais.

Tudo isso para concluir voltando à minha introdução lá em cima:

- Ser junior partner em coalizão...

- ... não tem ~futuro~.

Mas...

- Tem ~presente~, não é verdade?

E, como ensina Lord Keynes:

../../Desktop/quote-in-the-long-run-we-are-all-dead-john-maynard-keynes-15-71-57.jpg


“No longo prazo estaremos todos mortos”!

E voltamos, depois dessa digressão, ao neo-“radicalismo” do PT, que o Ciro caracterizou como uma vontade de garantir, na briga com o PSOL, ao menos uma parcela do voto de esquerda.

Que hoje bate nisso aí: 20%.

(usamos ambos como proxy a soma das votações de Marcelo Freixo/ Jandira Feghali/ Alessandro Molon no Rio de Janeiro em 2016; e de Fernando Haddad/ Luisa Erundina em São Paulo, no mesmo ano. Em ambos os casos, na faixa desses 20%)

O Lula paira acima do PT, não é?

Mas e as centenas de deputados federais, estaduais, vereadores?

Percebem o drama?

Aroeira: Não acho que o PT pense isso ou tenha decidido assim. Como se a Plenária ou qualquer instância do partido tivesse resolvido que essa era a estratégia.

Entendi o "parece mais interessado" do Ciro como figura de expressão, como imagem de uma antropomorfização da sigla. 😉

Claro que isso é tropismo pela sobrevivência: dê ao eleitor o que ele quer.

Pressão de vereadores, de deputados, etc.

Gente que, agora, é profissional. Cheio de boas intenções.

Esperar o que de um partido eleitoral?

Não eleitoreiro, mas eleitoral.

Chamo de “rompante”, porque é uma versão mais densa do pedido de desculpas de Gleisi pra Miriam Leitão.

No caso das eleições, se precisar, vai acabar votando (ou ficar bem dividido, lembrando da Constituinte - não fazer política é melhor ou pior?), como lembra a Maria.

E aí vai terminar mal com todo mundo.

Mas, definitivamente, não há uma posição política que sustente isso.

Só uma ansiedade que beira o pânico.

Se houvesse algo mais, uma vontade, eu respiraria aliviado; significaria que alguém pensava nos rumos do Partido a médio e longo prazo.

Nada.

Eles só reagem.

Rompantes.

Mas há que ter paciência, gente.

Eles (e eu) estão em pânico, ou perto disso.

Qualquer pessoa com juízo deveria estar.

E, ainda por cima, tá perdendo MESMO parte do "eleitorado" (argh) pro PSOL. 😉

Zeca: O que não pode transparecer é um Partido que já não é governo e que não se lembra mais como ser oposição.

É aí que entra o PSOL de sola.

Maria: Concordo e assino embaixo, Aroeira.

As coisas não são em branco e preto nem definitivas, nesse quadro de instabilidade extrema, como parecem inferir o Ciro e o Romulus!

Romulus: Não falamos em coisas "definitivas". Falamos em sinais.

Ciro:

E diria que não é nem consciente...

Romulus: E o pior é que podem bem estar certos, né...

Não existem mais... “regras do jogo”.

Bem pode ser que o “máximo” a que o PT, enquanto Partido, possa aspirar para o futuro discernível (“futuro discernível”? Isso ainda existe no Brasil do(s) Golpe(s)?), seja isso mesmo:

- No “melhor” cenário: junior partner – à esquerda – de uma coalizão de governo Lula 3; e

- No pior cenário: um partido médio, de volta a posições mais à esquerda, brigando com o PSOL pelo voto “esquerda-raiz”.

Os tais – no máximo... – 20%.

Mas concordo com ambos, Ciro e Aroeira, que falam em “tropismo” e “resposta inconsciente”.

E tem mais perigo logo ali na esquina:

- “Distritão” é o PT fazer uma bancada de...

- ... no máximo 10 deputados federais (!)

- Se bobear, o PSOL, que tem mais deputados “midiáticos”, ainda faz uma bancada maior que a do PT com “distritão”...

- Mas “maior” que eu digo, não é nem tão “bom”:

- É tipo... 11, 12. 😂

Ciro: Com toda probabilidade...

Tania: Zarattini, líder do PT na Câmara, já fala em conversar com a dissidência do PSDB por “Diretas”.

Romulus: Cito o nosso Ciro: “bomba nuclear”.

Tentativa de dissuasão contra o “golpe no golpe”, juristocrático-global, usando o “fantasma” do Lula.

Maria: Pois é. Taí como as coisas se movem.

Ontem me espantei com o Paulo Moreira Leite escrevendo que "FHC deve ser ouvido".

Sobre o quê?

Renúncia de Temer e antecipação das eleições "antes que o povo exija passando por cima das regras vigentes".

O PML sabe das coisas.

Taí a notícia de hoje. Sinalização de acordão com fortalecimento do Jobim?

(do PMDB, ministro dos governos do PSDB e do PT e respeitado pelas FFAA)

Que assumiria com compromisso de apressar no Congresso a votação da PEC das “Diretas”?

Com contrapartida de anistia de caixa 2, maior rigor do STF com as barbeiragens do Moro com delações e prisões arbitrárias (mas lá em cima os processos demooooram, né?). etc., pra parar essa porra e salvar o pescoço do Congresso e dos ministros temerários.

Não sei se aprovaram ou não uma PEC que se bem me lembro estava em tramitação pra dar foro privilegiado a ex-Presidentes, o que tiraria o Temer das garras nuas do Judiciário e - mais importante - garantiria Lula fora da cana, com ou sem Curitiba. Isso pode ser arranjado.

E seria preciso também garantir o Palocci, o Vacari e quem mais fosse necessário (Cunha?) fora das masmorras do Moro, etc., etc.

Se tudo isso entrasse no acordão, perfeito!

Do nosso lado, "só" as ruas, mas que agora o FHC considera um fator de risco a ponto de pedir antecipação das eleições!

Pois então é continuar nas ruas com as “Diretas já”, enquanto não se materializa essa que poderia ser uma promessa do acordão com o Jobim.

E se a PEC fosse mesmo votada, ainda daria pra aproveitar o ímpeto das ruas e começar a discutir um projeto de país pras próximas eleições.

Excesso de otimismo meu??

Ciro: Acho um pouco de excesso de otimismo, sim...

O que eu acho é que...

- Lula, eleito pelo povo agora, basicamente teria um MANDATO POPULAR para acabar com a lava-jato.

E o FHC sabe que ele é o único dos políticos Brasileiros a ter uma base de apoio popular.

Mais ou menos o que aconteceu na Itália com Berlusconi.

Berlusconi foi eleito para acabar com a mani pulite.

Não se pode negar que a população fez uma escolha e escolheu essa opção.

E, como bônus...

- Ainda por cima, Lula destrói a biografia fazendo um governo que, na melhor das hipóteses, será "ruim", dadas as condições nacionais e internacionais. E o FHC passa por nosso único “grande presidente”...

Dorotea: Também acho que é queimar sua biografia caso Lula se eleja AGORA.

A missão de um presidente com mandato tampão seria, além de tentar pacificar o país, acabar com a LJ e dar um "paratequieto" na exorbitância do Judiciário/ MPF/ PF.

Talvez alguns amigos da onça de última hora estejam até tramando para que recaia sobre Lula esse fardo: "aquele que acabou com a LJ".

Lula precisa se preservar para a próxima eleição “normal”.

O que não quer dizer que o PT não deva participar, votar (e – até! – lançar candidato?) nas indiretas.

* * *



Atualização

Não tenho provas, mas tenho convicção de que o Fernando Morais concorda com o Ciro:









*   *   *


- Siga no Facebook:



- E no Twitter:



*

Achou meu estilo “esquisito”? “Caótico”?

- Pois você não está só! Clique nos links para estes dois artigos e chore as suas mágoas:




*

A tese central do blog:



*

Quando perguntei, uma deputada suíça se definiu em um jantar como "uma esquerdista que sabe fazer conta". Poucas palavras que dizem bastante coisa. Adotei para mim também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba novos posts por email!