Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não... recebi de um seguidor no Facebook, como comentário a um artigo anterior. rs ...

Receba novos posts por email!

29.10.18

“Print-bomba”: Haddad tinha áudio incriminando Bolsonaro no Caixa 2 do WhatsApp. Cadê?

“Print-bomba”: Haddad tinha áudio incriminando Bolsonaro no Caixa 2 do WhatsApp. Cadê?

  • Conforme prometido na semana passada, caso Fernando Haddad e o seu staff decidissem proceder à traição – final – a Lula, ao Brasil e aos seus pobres, o Duplo Expresso não silenciaria. Como vimos dizendo desde o dia 19 de outubro, tanto a Folha de S. Paulo como a campanha de Fernando Haddad tinham em sua posse o batom na cueca de Bolsonaro. Ou seja, o áudio em que o (suposto) “Presidente-eleito” pede, de viva voz, a empresários que pagassem – com caixa 2 – pela contratação do envio de mensagens em massa pelo WhatsApp.
  • “Print-bomba”: na semana passada, exasperados, indagamos de representante da campanha de Fernando Haddad com quem mantivemos contato sobre por que não publicavam o áudio-bomba. A conversa abaixo, via WhatsApp – Ah, a ironia! –, deu-se no dia 24 de outubro. Ou seja, na quarta-feira passada, ainda a 4 dias da votação.
  • Perguntas:
    -Em troca de quê Haddad enterrou a prova do crime eleitoral de Bolsonaro?
    – Citando Getúlio Vargas em sua Carta-testamento, que “forças e interesses contra o povo coordenaram-se e se desencadeiam” para convencer Fernando Haddad a fazê-lo?– Eram estrangeiras, “F.H.”?
  • Mais perguntas:
    – E a Folha de S. Paulo nisso tudo?
    – E a jornalista que virou, literalmente da noite para o dia, a heroína da liberdade de imprensa no Brasil?
    – Também levaram, Folha e jornalista, um “cala-boca” para enterrar o áudio que anula a “eleição” (sic) de Bolsonaro/ Mourão?
    – “Cala-boca” esse em… “verdinhas”?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba novos posts por email!