Destaque:

Estado brasileiro na encruzilhada. Já sabemos o que a Globo quer... e você?

Atualizado em 7/12: O <<juízo final>> no STF hoje Queria poder dizer que criei esta montagem, mas não......

Receba novos posts por email!

25.8.16

Neymar e a opressão nossa de cada dia, por Romulus

Neymar e a opressão nossa de cada dia: no Brasil ser homem é objetificar a mulher e reproduzir a homofobia. Todo dia, o dia todo.
Por Romulus
Compartilho abaixo o texto “Nossos heróis ainda são os mesmos”, de Diego Semerene no Huffpost Brasil, porque achei a análise boa e o episódio analisado paradigmático. É antigo (2014), mas não o conhecia e, por acaso, alguém o compartilhou hoje no Facebook.
Sim, compartilho... mas o faço sem esperança nenhuma: quem já acha que é um absurdo vai continuar achando e quem dá risadinha achando um barato vai continuar vendo graça.
É como a dicotomia contrários vs. favoráveis ao golpe: cada qual na sua bolhinha unicolor do Facebook/twitter. Aliás essas bolhinhas são em grande parte coincidentes, mas deixa pra lá...
No Brasil, a masculinidade - a ser afirmada e reafirmada todo dia o dia todo - está profundamente ligada a dois elementos:
(1) objetificação das mulheres (no plural); e
(2) homofobia.
Nas rodinhas quem "tira onda" é quem "pega" mulher - em quantidade e em variedade. E a maneira de debochar de outro membro da rodinha invariavelmente é insinuar em tom de farsa a sua homossexualidade diante dos demais - "olha aí que veadinho! hehehe"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba novos posts por email!